Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Fim do mês: o que fazer para controlar as finanças

A- A+

Controlar o orçamento é importante para garantir que imprevistos não comprometam os planos financeiros da família. Mesmo com todas as contas, fontes de renda e gastos esporádicos na ponta do lápis, emergências acontecem e, às vezes, os rendimentos não são suficientes para deixar todos os pagamentos em dia.

Quando o fim do mês chega antes de você ter conseguido para as contas, a situação pode parecer preocupante. No entanto, há várias maneiras de contornar o momento de dificuldade financeira e garantir que nada faltará em casa. O primeiro passo é separar os gastos do orçamento entre correntes e emergenciais e ter uma boa noção de quanto cada um deles exige da renda e qual deles não está permitindo que as contas fechem.

Emergências no fim do mês

Entender a diferença entre os gastos correntes e os emergenciais pode ser o primeiro passo para solucionar o que está dando errado no seu planejamento financeiro. Despesas correntes são aquelas contas que aparecem todos os meses: luz, água, telefone, supermercado, escola, transporte, etc. Já os emergenciais são os inesperados, como conserto do carro, gastos adicionais com consultas médicas e farmácia etc.

fim-do-mes

Taxas de juros precisam ser analisadas com cautela ao buscar soluções de crédito. Foto: iStock, by Getty Images

Orçamento para sobrar dinheiro no fim do mês

Quando os gastos correntes se tornam os vilões do fim do mês, está na hora de rever o orçamento. Tentar diminuir as contas fixas não é fácil, mas é possível: tente economizar água, luz, gasolina, gasto com transporte e evite produtos supérfluos quando fizer as compras do mês.

O mais importante em momentos de dificuldade financeira é a organização. Saber qual o gasto mensal fixo, quanto da renda ele compromete e como fazer com que o primeiro não se sobreponha ao segundo. Além disso, é importante que seja reservada parte da renda mensal para o uso em caso de imprevistos, os gastos emergenciais.

O Vivo Seu Dinheiro disponibiliza planilhas financeiras para ajudar na organização do seu orçamento. Elas podem ser utilizadas para equacionar o seu controle de despesas, planejar suas prioridades e relacionar suas despesas mensais. Com a definição dos seus gastos e receitas, você vai aprender como economizar mais e evitar imprevistos no fim do mês.

Em caso de gastos emergenciais e pontuais, uma alternativa é buscar linhas de crédito ou empréstimos que vão solucionar o momento de dificuldade. Fique atento às taxas de juros e aos parcelamentos para evitar  comprometer-se com prestações que possam agravar sua situação financeira pelos próximos meses. Essa opção pode ser a solução necessária para imprevistos momentâneos, mas convém contornar a situação com planejamento.

Microcrédito antecipado

Há casos em que o aperto financeiro não chega a estar tão grave a ponto de você precisar recorrer a um empréstimo. Mas atrapalha em algumas tarefas básicas. Se falta dinheiro para recarregar o pré-pago ou plano controle no fim do mês, por exemplo, o crédito antecipado é uma alternativa. Em uma emergência, esse serviço possibilita que você faça uma ligação mesmo sem ter o crédito.

Clientes Vivo de planos pré-pago e controle podem solicitar essa modalidade de microcrédito. Com o Crédito Antecipado de Voz, você tem R$ 3 para usar em ligações e SMS. O valor usado será descontado da recarga seguinte, acrescido de uma taxa de contratação. Interessou? Saiba mais:

> Crédito Antecipado de Voz: Garanta R$ 3 de crédito até a próxima recarga do celular pré-pago

Gostou das dicas sobre finanças no fim do mês? Compartilhe!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
como lidar com a avareza
abrir uma empresa de contabilidade
Queda do consumo das famílias brasileiras
Fique por dentro dos serviços gratuitos que os bancos oferecem para desfrutar de suas vantagens.
Banco Central possui cadastro para emitentes de cheques sem fundo no Brasil. Foto: iStock, Getty Images