Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Ficou mais caro morar em Goiânia em 2015

A- A+

Para a população brasileira, o ano veio acompanhado de uma alta generalizada dos preços. Morar em Goiânia, por exemplo, ficou mais caro ao longo dos últimos meses, com preços em ascensão nas principais despesas básicas do consumidor.

No ranking nacional, a cidade fica em décimo lugar entre aquelas de custo de vida mais alto, aponta um levantamento do site colaborativo Expatistan, que estima preços em quase duas mil cidades do mundo.

Preços para morar em Goiânia em ascensão

De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido em Goiânia pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Segplan), outubro teve um aumento percentual de 0,9% nos custos. No acumulado do ano, o aumento chega a 10,67%.

Morar em Goiânia ficou mais caro ao longo dos últimos meses.

Setor de habitação registrou o maior aumento no custo de vida em Goiânia. Foto: Divulgação

Um dos maiores responsáveis pelos números em aumento é a área de habitação, que reúne gastos como água e esgoto, energia elétrica, gás de cozinha e aluguel residencial, todos eles com crescimento em outubro.

Considerados os últimos 12 meses, os itens de habitação tiveram um aumento de 24,09%. Na sequência, aparecem os transportes, com alta de 14,47%. Com a variação de preços em itens como os combustíveis, especialmente a gasolina, não é difícil entender a mudança.

Custo da alimentação para morar em Goiânia

No setor de alimentação, que fechou o mês com crescimento de preços em 0,12% (e 12% no acumulados dos últimos 12 meses), é possível encontrar sinais de melhora para o bolso do consumidor.

As hortaliças e legumes tiveram uma queda de quase 20% em outubro. Diminuições mais tímidas também podem ser percebidas nas carnes e ovos, e mesmo na alimentação fora de casa.

Segundo o levantamento mensal do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese), realizado em 18 capitais do país, em outubro, Goiânia ficou na 12ª posição, com uma cesta básica que custa R$ 310,73. Já em São Paulo, que ficou com o primeiro lugar, o valor sobe para R$ 382,13.

Entre todos as pesquisadas, a cidade também é a que registra a menor variação anual de preços na cesta básica, com 3,16%. Ou seja, mesmo com o aumento em outras áreas, a alimentação ainda se mantém com poucas mudanças, a não ser em casos de produtos bem específicos, como a batata, que chegou a custar uma média de 70% a mais no país.

Você vai se interessar por:

Economize sempre

Se você gosta de poupar cada centavo que ganha, pode realizar transações bancárias sem pagar taxas por isso, com toda comodidade. Com o Vivo Zuum, uma conta pré-paga gerenciada pelo celular, você pode fazer pagamentos, transferências e até mesmo recarga de celular. Tudo isso sem mensalidades. Se preferir, você pode adquirir o cartão Vivo Zuum para fazer compras no débito e saques.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

O que você acha do custo de vida para morar em Goiânia? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria