Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Fazer faculdade está ao seu alcance: veja por quê

A- A+

Quer realizar o sonho de fazer faculdade? Seja através de iniciativas da própria instituição de ensino ou do Governo Federal, o ingresso ao ensino superior particular está mais fácil, mesmo para quem conta com uma renda reduzida. Para que essa se torne uma realidade, confira as principais formas de ingresso.

Fies é opção para fazer faculdade

Destinado ao financiamento dos estudos de graduação, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que beneficia estudantes com matrícula ativa em instituições particulares. O financiamento para fazer faculdade pode ser solicitado por aqueles que, depois de inscritos, tiverem seus documentos aprovados.

Durante seus estudos, é feito o pagamento de uma taxa trimestral de R$ 50, referente ao juros. Após a conclusão do curso, você terá uma carência de 18 meses. Ou seja, só pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50. Finalizada essa fase, inicia o período de amortização. Assim, o saldo total será financiado em até três vezes o período de duração do curso, com acréscimo de mais 12 meses. Em termos práticos, alguém que realizou um curso de quatro anos poderá parcelar o valor que deve ao longo de 13 anos, com uma taxa de juros de 3,4% ao ano.

Há três modalidades, que variam de acordo com o percentual parcelado e a renda familiar. Para financiar 100% da mensalidade, é preciso que sua família tenha renda mensal bruta de até 10 salários mínimos e a mensalidade seja igual ou superior a 60% da renda familiar bruta per capita.

No caso de financiamento de 75% da mensalidade, a renda mensal bruta pode ser de até 15 salários mínimos e a mensalidade precisa estar entre 40% e 60% da renda familiar bruta per capita. Para financiar apenas metade do valor do curso, o limite é de até 20 salários mínimos, com custo mensal que esteja entre 20% e 40% da renda familiar bruta per capita.

Se formar em uma universidade se tornou tarefa mais fácil com os programas de incentivo. Foto: iStock, Getty Images

Se formar em uma universidade se tornou tarefa mais fácil com os programas de incentivo. Foto: iStock, Getty Images

Programa Universidade para Todos (ProUni)

Desde 2004, o Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudos para fazer faculdade com 50% de desconto ou de forma integral. Criado pelo Governo Federal e administrado pelo Ministério da Educação, ele oferta os benefícios em instituições de ensino superior privadas, em cursos de graduação e de formação específica.

Os candidatos à bolsa devem ser brasileiros e não possuir um diploma de nível superior. Além disso, é necessário também ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As bolsas parciais são destinadas a quem possui renda familiar de até três salários mínimos per capita. Já a total, é dada para estudantes com renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Outras opções para fazer faculdade

De acordo com demandas específicas, muitas instituições oferecem bolsas e descontos para incentivo a cursos especiais. Por exemplo, no caso dos cursos de licenciatura, os preços da mensalidade podem ser reduzidos pela metade, principalmente considerando a baixa procura.

Outro tipo de incentivo varia a partir do turno em que o aluno deseja estudar. Principalmente durante a manhã e a tarde, quando a procura é menor, a redução de valores é maior. Os descontos são ofertados de forma gradativa, de acordo com o número de créditos nos quais o aluno se matricula e costumam chegar a 30% do valor total. Por isso, antes de iniciar a faculdade, verifique as opções ofertadas.

Gostou das dicas para fazer faculdade? Comente!

melhores universidades do brasil
como conseguir desconto na compra de livros
como economizar na limpeza
como conseguir desconto em faculdade particular
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Estudam nas melhores cidades para fazer faculdade no Brasil