Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Faculdade de Engenharia Elétrica oferece boa oportunidade profissional

A- A+

Você sempre gostou de matemática, cálculo, física e circuitos eletromagnéticos? Nesse caso, a faculdade de Engenharia Elétrica pode ser a melhor escolha para a sua carreira. Mas é preciso programar-se para arcar com os custos dessa formação.

Graduado na faculdade de Engenharia Elétrica

Mercado de trabalho tem vagas ao engenheiro em praticamente todo o país. Foto: iStock, Getty Images

A faculdade de Engenharia Elétrica

A faculdade de Engenharia Elétrica dura cinco anos, em média, e os valores podem variar conforme a instituição. Por exemplo, na Universidade Veiga de Almeida, no Rio de Janeiro, o curso noturno está em R$ 1.623,26, mas oferece 20% de desconto aos alunos que ingressam via vestibular. Nesse caso, a mensalidade cai para R$ 1.299,00.

Se optar por estudar pela manhã, pode ser aplicado desconto de 25% em diversas situações (como alunos que trabalham), caindo para R$ 1.217,00. Já na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, a mensalidade está em R$ 2.148,00.

O que aprende na graduação

Hoje em dia, o engenheiro eletricista vai muito além de projetos elétricos. Ele também desenvolve sistemas de redes de telecomunicação – o que inclui serviços de telefonia, transmissão de imagem e som. Sabe a internet do seu celular? Ele está por trás disso.

A faculdade de Engenharia Elétrica costuma ter quatro ênfases para livre escolha: Eletrotécnica, Telecomunicações, Eletrônica e Controle e Automação. Dependendo da instituição de ensino, as nomenclaturas podem mudar.

Ao longo desse período, o aluno desenvolve habilidades múltiplas, como raciocínio lógico, criatividade, capacidade de analisar e resolver problemas. Tudo isso é importante para que ele possa atuar plenamente depois de formado.

Como é o mercado de trabalho

Há bastante campo de trabalho para o engenheiro eletricista. Com a forte demanda por energia limpa, o mercado precisa de profissionais especializados. Mas não é só isso. São inúmeros os segmentos que carecem da sua mão de obra. Confira alguns dos setores com vagas:

  • Computadores
  • Rádio, televisão, telefonia e telecomunicações
  • Automóveis
  • Automação e controle de processos industriais
  • Geração, transmissão e distribuição de energia
  • Instalações elétricas prediais e industriais
  • Astronomia
  • Medicina
  • Biologia.

A melhor notícia é que há um mercado promissor em praticamente todo o Brasil. No entanto, quando se fala especificamente em geração e distribuição de energia, a maior concentração de empregos está no Nordeste e no Sudeste.

Mas para aumentar suas potencialidades, é importante se dedicar muito desde a universidade. Um pré-requisito é dominar uma língua estrangeira. Para se ter uma ideia, boa parte da literatura técnica está em inglês.

Pode parecer desnecessário falar, mas também é preciso gostar – ou melhor, amar – cálculos. As equações que você resolvia no Ensino Médio passarão a ser brincadeira de criança. Na faculdade de Engenharia Elétrica, você vai resolver problemas de “algumas páginas”. Então, cultive a paciência, a vontade e a coragem.

Você vai se interessar por:

Conheça o Vivo Zuum

Se você quer pagar as contas de uma forma prática e dentro do seu limite financeiro, o Vivo Zuum é uma excelente opção. Trata-se de uma conta corrente inteiramente gerenciável por celular, que permite o pagamento de boletos, transferências e recargas de celular. Se preferir adquirir o Cartão Vivo Zuum, você ainda pode fazer saques e compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas sobre a faculdade de Engenharia Elétrica? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria