Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Existe saída para as dívidas altas: veja o que fazer

A- A+

Sempre que você adquire um bem e não o paga à vista, contrai um débito e fica endividado. É uma situação comum e que não gera grandes preocupações, ao menos até que a soma das contas resulte em dívidas altas. Lidar com despesas que são superiores ao que você recebe, apesar de não ser tarefa impossível, pode complicar muito a sua vida financeira.

Preocupada com dívidas altas

Contato com credores para renegociar dívida pode resultar em bons descontos. Foto: iStock, Getty Images

5 passos para se livrar das dívidas altas

Para a educadora financeira Cíntia Senna, sempre tem como sair de uma situação de endividamento – mesmo se você ganha pouco e precisa quitar dívidas altas.

O primeiro passo é perceber e aceitar a condição. Isso serve como ponto de partida para uma série de novas etapas que antecedem a conquista do equilíbrio nas finanças. Confira quais são elas:

Diagnosticar

É preciso conhecer as suas finanças e fazer uma análise profunda, durante 30 dias, como quem lida com a saúde de uma pessoa. É importante anotar todos os gastos realizados durante esse período, até mesmo com balas e cafés, incluindo o valor das parcelas com vencimento nesse período, mesmo que você não tenha conseguido pagá-las.

Eliminar

Depois de conhecer – e reconhecer – a sua situação financeira, Cíntia ensina que é hora da faxina. Sabendo quais são os gastos que se tem, também é possível perceber quais podem ser reduzidos e quais são supérfluos ao ponto de serem eliminados. Com isso, você alivia uma parte do orçamento mensal, que pode ser destinada ao pagamento das dívidas.

Economizar

Nas contas fixas, que você não tem como eliminar totalmente, procure economizar ao máximo. Tome banhos mais curtos para gastar menos com água e luz. Ao invés de almoçar em restaurantes, leve marmita com comida caseira. Se precisa ir de carro ao trabalho, veja se há algum colega que more perto e possa dividir a gasolina. Todo dinheiro que sobra é válido.

Definir

Outra dica da educadora é definir metas e sonhos, para motivar-se a criar estratégias e encontrar soluções. Entre esses objetivos, divididos entre curto, médio e longo prazos, coloque a quitação dos débitos que você possui e comece a encontrar caminhos para atingir esse resultado. Entre eles, a renegociação das dívidas altas, para conseguir parcelas que se encaixem no seu bolso.

Orçamentar

Com as dívidas altas negociadas e as baixas identificadas, você consegue organizar um orçamento mais realista com base no que você recebe. É importante que você crie esse planejamento, para que saiba, com antecedência, o quanto vai precisar de dinheiro a cada mês para pagar as parcelas das contas e também manter as despesas fixas, como luz e água.

Para fugir das novas contas

Conseguindo fazer sobrar um pouco mais de dinheiro no mês, transformando as dívidas em parcelas pagáveis e planejando o quanto cada conta vai exigir do seu orçamento, fica mais fácil de conseguir se livrar das antigas despesas. Mas é preciso tomar cuidado para não retomar os velhos hábitos e acabar contraindo novas dívidas e, junto com elas, mais problemas.

Segundo Cíntia Senna, as dívidas altas são contraídas, geralmente, por pessoas que querem adquirir um bem ou serviço de forma imediata, sem calcular, analisar e pensar nas condições financeiras antes de investir. Por isso, a compra planejada é um dos passos mais importantes para evitar o acúmulo de novas contas.

Se você conhecer o seu orçamento, vai saber quanto pode gastar e quando vai poder comprar alguma coisa, o que facilita na criação do hábito de poupar o valor necessário antes de adquirir aquilo que quer. Com a economia, é possível pagar à vista, muitas vezes conseguir descontos por isso e não carregar dívidas com você pelos próximos meses.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças