Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Evite os pecados capitais do pequeno negócio

A- A+

Mesmo na fase inicial do negócio, empreendedores costumam cometer pecados capitais que podem colocar tudo a perder. Alguns deles nem são intencionais, mas igualmente perigosos. Veja quais são.

Ficar atento aos pecados capitais cometidos no início do negócio ajuda a evitar falência.

Muitas empresas fecham em fase inicial por falta de um bom gerenciamento. Foto: iStock Getty Images.

Os principais pecados capitais dos iniciantes

1 – Abrir mão do plano de negócios

Você está abrindo uma empresa porque quer crescer. Mas como irá atingir seu objetivo se ainda não sabe aonde quer chegar? Definir metas de curto, médio e longo prazos é tão essencial quanto a qualidade de seu produto ou serviço.

2 – Não ter boa noção de administração

No mundo dos negócios, o conhecimento técnico não é tudo. Ainda que você seja expert no que faz, é preciso ter noções de administração para poder lidar com todos os processos que uma empresa exige.

3 – Viver na informalidade

Quem está começando, geralmente, prefere não pagar impostos para lucrar mais. Essa atitude, no entanto, pode impedir o negócio de crescer. Afinal, para alguns trabalhos mais qualificados é essencial fornecer nota fiscal.

4 – Misturar patrimônio

É comum encontrar empreendedores que pegam recursos da empresa para pagar as contas pessoais. Entretanto, esse é um grande erro e pode causar problemas financeiros sérios. O correto é estabelecer uma retirada mensal, como se fosse um salário, e utilizá-la para os gastos pessoais.

5 – Abdicar da divulgação

De que ainda ter o melhor produto se ninguém sabe? É importante separar uma parte dos recursos para divulgação, seja por meio de panfletos, redes sociais ou outras formas. O público precisa conhecer sua empresa, a qualidade do seu trabalho, os preços e outras informações importantes.

6 – Não organizar as finanças

A maioria dos empresários em fase de início peca muito no que se refere às finanças. Saber administrar as planilhas para vencer os prazos de pagamento – seja de funcionários ou de fornecedores –  é fundamental.

7 – Controlar estoque de forma inadequada

Saber o que se tem em estoque e o momento certo de fazer a reposição é essencial para o andamento do trabalho. Quando você produz algo com validade mais curta, a necessidade é ainda maior. Afinal, não se pode correr o risco de não entregar uma encomenda em tempo.

8 – Começar sem capital inicial

Abrir um negócio somente “com a cara e a coragem” pode até dar certo em alguns casos, mas é raro. É fundamental contar com um recurso inicial para investir, contando que o negócio pode levar algum tempo para dar lucro.

9 – Não prestar atenção nos números

Quando se tem bom produto, bom posicionamento e boas vendas, mas não se vê a cor do dinheiro, é sinal de que há problemas financeiros. Se você não consegue gerenciar essa área, vale a pena contratar uma consultoria para dar um novo ânimo ao negócio. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas pode ajudar (e muito) nessa hora.

10 – Não reinvestir o dinheiro

Durante um longo período, boa parte do lucro deve ser reinvestida para que a empresa possa crescer e ter saúde financeira. Estratégia é fundamental.

Você vai se interessar por:

E aí, gostou de saber quais são os pecados capitais do empreendedor iniciante? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria