Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Estrutura educacional em Singapura é atrativo para intercâmbio

A- A+

De colônia britânica a ponto de ebulição do desenvolvimento na Ásia, a cidade-estado de Singapura tem se tornado um dos principais destinos para intercâmbio no mundo. Além de sua estrutura organizada para receber e coordenar os nativos e os estrangeiros, é também reconhecida por sua qualidade nos universos da educação e dos negócios.

Singapura-seudinheiro-shutterstock

Educação de qualidade faz de Singapura uma das melhores cidades para se estudar. Foto: Shutterstock

A realidade em Singapura

Os altos e iluminados edifícios que compõem a ilha de Singapura, localizada na península da Malásia, são parte do resultado do sólido planejamento urbano iniciado no século 19. Os grandes jardins e parques, estrategicamente posicionados no território, ajudam a equilibrar o ambiente e torná-lo mais verde, gerando até o apelido de “cidade jardim”.

O planejamento adotado e seguido à risca dá resultados. No quesito econômico, a região asiática desponta como promessa. Um estudo realizado pelo Citibank e pela empresa de consultoria Knight Frank aponta que Singapura deve se tornar a cidade mais rica do mundo até o ano de 2050, já tendo uma das mais fortes economias locais.

Essa condição financeira pode ter relação direta com o investimento na qualidade da educação. Além de ter universidades que já figuraram entre as melhores do mundo, um estudo feito pela Associação Internacional de Rendimento Educacional indica que os alunos de lá são mais motivados e possuem uma estrutura melhor que as demais.

Se a média de acesso a computadores nos 53 países estudados é de 60%, em Singapura, cerca de 90% dos alunos possuem esses aparelhos em casa. E há ainda equipamentos nas escolas, que investem fortemente na formação voltada principalmente para as áreas de matemática e ciências.

Universidade de Administração de Singapura

Universidade de Administração de Singapura tem hoje mais de 8 mil alunos. Foto: EQRoy, Shutterstock

Como estudar em Singapura

Não é à toa que Singapura se tornou um dos principais destinos para intercâmbios. Segundo a lista Best Student Cities, elaborada pelo grupo britânico Quacquarelli Symonds, ela aparece entre as três melhores cidades para estudar no mundo.

O levantamento destaca a baixa taxa de desemprego entre os moradores e inclui os mais de 100 mil intercambistas que escolheram viver no destino asiático.

Por estar entre as cidades líderes em finanças e negociações comerciais, Singapura é um destino interessante para quem deseja aperfeiçoar o conhecimento da língua inglesa para os negócios.

Mas é preciso escolher apenas uma finalidade para o seu intercâmbio. É que o visto de estudante não permite que você trabalhe lá, a menos que seja na própria instituição de ensino.

Fonte de Merlion em Singapura

Fonte de Merlion, com criatura imaginária com cabeça de leão, é um símbolo de Singapura. Foto: Shutterstock

Você vai se interessar por:

Alto custo de vida

Outro fator que o intercambista precisa considerar no seu planejamento é que a cidade está longe de ter um baixo custo de vida.

A blogueira Juliana Silva, da página Brasileiras pelo Mundo, morou por lá e conta que um curso de inglês custa aproximadamente 3 mil SGD – o dólar de Singapura – quase R$ 8 mil. E nesse valor não estão inclusas as despesas com moradia, transporte, alimentação e documentos.

A Universidade Nacional de Singapura divulgou um cálculo com base nos custos médios de acomodação, estudos, despesas pessoais, alimentação, transportes e livros para o curso. Segundo a tabela, que pode ser encontrada no site da instituição, o valor mensal é de 10 mil SGD, ou seja, mais de R$ 25 mil por mês para estudar e morar na cidade-estado.  

 

Você tem uma boa dica para estudar em Singapura? Deixe seu comentário.

vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças
vale a pena comprar no crediario