Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Estime despesas e saiba calcular quanto custa decorar um apartamento

A- A+

A sua casa é o espaço que mais fala sobre você. Seja nos móveis, nas cores ou nos detalhes, tudo carrega um pouco da sua personalidade. Mas uma repaginada no ambiente envolve despesas significativas e entender o peso de cada uma delas é importante para calcular quanto custa decorar um apartamento.

Com base nessas informações, é possível estabelecer um orçamento de decoração com antecedência, seguindo uma espécie de planejamento para reduzir os impactos no bolso. Quer economizar? Escolher elementos de baixo custo e fazer composições criativas podem ser as soluções.

Mulher calcula quanto custa decorar um apartamento

Optar por composições simples e que reutilizem itens é opção mais econômica. Foto: iStock, Getty Images

Calcule quanto custa decorar um apartamento

Na hora de calcular quanto custa decorar um apartamento, considere as despesas principais, que vão da ajuda especializada, passam pelo mobiliário e incluem ainda os acabamentos. Confira dicas para dar uma nova cara à sua casa com criatividade e economia:

Ajuda profissional

Contar com a ajuda de um designer de interiores pode ser de grande ajuda para você conseguir decorar o apartamento, gastando pouco. Segundo Estela Marquezi, diretora da Associação Brasileira de Designers de Interiores, o custo que se tem com a mão-de-obra do decorador compensa com as economias que ele torna possível obter.

Ela diz que o profissional ajuda o cliente a descobrir os materiais que têm a melhor relação custo-benefício, além de auxiliar para criar um projeto que aproveite melhor o espaço disponível e também para comprar produtos com alta durabilidade. Tudo isso se reverte em economia em longo prazo.

Painel

Outra dica de Estela para deixar o apartamento com a sua cara, de maneira econômica, é estampar os momentos importantes da sua vida nas paredes. Um painel na sala ou no quarto causa um efeito interessante na decoração e tem baixo custo, já que você utiliza fotografias, cartões postais e outros elementos que tem em casa.

Reaproveitar

Segundo a decoradora, o reaproveitamento e o reuso são essenciais quando se quer economizar com a decoração. Roupas velhas, por exemplo, podem se transformar em almofadas, colchas de patchwork e coberturas para abajures. Caixotes de madeira podem ser apoio para revistas ou servir como mesas de centro. Sempre há uma outra forma, basta ser criativo.

Acabamentos

Apostar em acabamentos mais baratos com efeitos semelhantes aos que você procura com materiais caros também é opção. Estela diz que a pintura das paredes pode ficar ótima, mesmo sem o uso de massa corrida. Uma tinta de textura já causa o visual desejado. Mas alerta: tudo isso deve ser decidido com o auxílio de um profissional.

Sobras

A designer de interiores recomenda apostar em materiais que sobraram de outras construções ou composições, sendo essa uma escolha para criar efeitos modernos e econômicos. Sobras de madeira são um exemplo: juntas, elas podem se transformar em novas opções, como bases para mesa de jantar com tampo de vidro.

Simplicidade

“O simples pode dar um efeito visual bem interessante na decoração”, salienta Estela. Conforme a indicação da profissional, é possível transformar um armário utilizando estantes aramadas, cobertas com uma cortina piso-teto. A ideia da especialista é que você tenha o acompanhamento de um profissional nessa produção, para evitar criar uma composição muito pesada.

Você vai se interessar por:

O que avaliar antes de decorar

Estela afirma que a condição do imóvel pesa muito na hora de decorar um apartamento. Se ele for alugado, por exemplo, os acabamentos e pinturas devem ser feitos de forma diferente do que seriam se os clientes fossem os proprietários.

A definição dos materiais parte da disponibilidade financeira das pessoas, ou seja, segue o seu planejamento econômico. Se você não pode pagar tudo de uma vez, organize-se em pequenas etapas. “Um cronograma de custos e de etapas ajuda a tornar a obra mais organizada e, consequentemente, mais barata”, diz Estela. Sabendo o que quer e o que pode, você evita gastar com trabalhos refeitos.

 

E aí, já sabe calcular quanto custa decorar um apartamento? Que tal as dicas de economia? Compartilhe!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
vale a pena economizar
dividir aluguel com alguém
limite do cartão de crédito
exemplos de produtos supérfluos