Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Escolha do banco para financiamento de imóvel deve priorizar juros

A- A+

Comprar a casa própria é o sonho de muitos brasileiros. Em outros casos, a aquisição do bem atende a um perfil investidor. Seja qual for a sua motivação, o financiamento de imóvel pode ser o meio de concretizar seu desejo. Mas é preciso saber escolher o banco certo para que o negócio não saia mais caro que o planejado.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), a alta dos juros básicos em 2015 provocou uma elevação generalizada das taxas cobradas pelos bancos, tornando os empréstimos mais caros.

Nesse cenário, torna-se fundamental pesquisar qual entidade financeira oferece, por exemplo, os juros mais baixos para o seu financiamento de imóvel.

O financiamento de imóvel pode ser o meio de concretizar seu desejo.

É preciso escolher o banco certo para que o financiamento não saia do controle. Foto: iStock, Getty Images

O que avaliar no financiamento de imóvel

Na hora de planejar o financiamento de imóvel, é preciso levar em conta, além da taxa de juros, o Custo Efetivo Total (CET) e o seu relacionamento com banco. Esse “tripé de cuidados” foi elencado em estudo realizado em 2014 pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste).

De acordo com o levantamento, para uma família com renda de R$ 10 mil mensais, que pretende financiar 80% do valor de um imóvel de R$ 400 mil, em 30 anos, a Caixa Econômica Federal é a instituição bancária mais indicada.

Neste caso, quem possuir uma conta salário no banco, contava, na ocasião, com uma primeira parcela de R$ 3.123,00 com uma taxa de juros de 8,19% ao ano e um CET de 9,02%, ao ano.

Por outro lado, o gaúcho Banrisul foi o que apresentou os piores números. Nessas mesmas condições, o consumidor que não possuísse nenhuma relação com o banco (conta corrente, cartão de crédito) pagaria R$ 3.523,48 de parcela inicial com juros de 9,50% e CET 10,49%, ambos ao ano.

Outro exemplo considera renda familiar maior (R$ 22 mil) e a busca de financiamento de imóvel avaliado em R$ 800 mil, com percentual de empréstimo de 70%. Nesse cenário, a Caixa deixa de ser a instituição com os melhores números.

O HSBC, com juros de 9% ao ano e CET 9,57%, passa à frente, ainda que tenha a primeira parcela levemente maior (R$ 5.780,64 contra R$ 5.753,73).

No levantamento deste ano, a Proteste constatou um aumento expressivo dos juros na maioria das instituições e, nesse perfil de maior renda familiar, a Caixa foi o banco que apresentou a maior diferença em pontos percentuais.

Para quem quer ou tem relacionamento e conta salário com a Caixa, os juros aumentaram em 1,5 pontos percentuais. Já para quem não tem conta salário, os juros subiram 1,6 pontos percentuais. Sem nenhum relacionamento com o banco, o aumento chega a 1,81 pontos percentuais.

Para esse perfil, conforme o estudo da Proteste, a melhor escolha continua sendo o HSBC, que possui o menor Custo Efetivo Total.

Você vai se interessar por:

Entenda quando recorrer ao financiamento para adquirir imóvel ou veículo

Descubra qual é o prazo ideal para o financiamento

Imóvel financiado pode render dinheiro com aluguel

Valor da entrada deve ser maior

Independente do banco escolhido, uma alternativa para tentar driblar as altas taxas de juros e fazer com que as parcelas do seu financiamento de imóvel caibam no seu bolso é dar um maior valor de entrada.

Segundo dados da Abecip, os brasileiros pagam, em média, 35% do valor da unidade como entrada e financiam os 65% restantes. Com uma entrada maior, as parcelas do empréstimo ficam menores.

A alta de juros ajuda a explicar a desaceleração de financiamentos imobiliários dos últimos anos, conforme aponta levantamento da Abecip.

Foram 375 mil unidades em 2014, 365 mil em 2013 e 285 mil em 2012. Ou seja, apesar de maior, o crescimento de unidades financiadas vem ocorrendo de forma mais lenta: foi de 28% entre 2012 e 2013 e de apenas 2,4% entre 2013 para 2014.

 

Gostou das dicas de financiamento de imóvel? Deixe um comentário.

Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico
geladeira com freezer ou congelador
vale a pena comprar produtos da apple