Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda qual será o impacto da saída do Reino Unida da União Europeia

A- A+

A saída do Reino Unido da União Europeia, cujo referendo foi votado em 24 de junho, teve efeito imediato sobre a economia mundial. Antes mesmo do resultado oficial, as bolsas de valores da Ásia despencaram, assim como os setores de mercados  futuros da Europa e dos Estados Unidos.

entenda a saída do Reino Unido da União Europeia

Saída do Reino Unido da União Europeia vai provocar instabilidade na economia. Foto: iStock, Getty Images

A libra esterlina, moeda oficial do Reino Unido (formado por Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales), atingiu seu menor patamar frente ao dólar dos últimos 31 anos. Fatos como esse geram total incerteza no mercado internacional, colocando em cheque a própria existência do bloco.

Impactos da saída do Reino Unida da União Europeia

A União Europeia é um bloco econômico, hoje com 28 países, criado logo após a Segunda Guerra Mundial para fortalecer a economia. Esta, porém, é a primeira vez que um dos membros decide sair do bloco, embora já não participassem da zona do euro (os países que têm o euro como moeda oficial).

No entanto, até agora não se sabe exatamente qual será o futuro do Reino Unido. Especialistas têm apontado que, além da queda das ações, a incerteza sobre quem irá assumir como o novo primeiro-ministro faz surgir muitos boatos.

Conforme texto publicado no site da Forbes, a União Europeia é muito mal vista frente à crise que assola a Europa. Além de sua conhecida burocracia, o bloco tentou mostrar austeridade em momentos difíceis para alguns países, como a Grécia. Por outro lado, ajudou a recuperar a economia de países como Portugal, Espanha e Irlanda.

Um dos fatos mais preocupantes são os interesses militares, como os da Rússia. A desordem da Europa pode até levar a Rússia a fazer movimentos para subjugar os Países Bálticos – como Lituânia, Letônia e Estônia – com a desculpa de proteger as minorias de população russa (ainda que não queiram fazer parte da Rússia de Vladimir Putin). Moscou está engajado em uma série de exercícios militares ameaçadores nessa área.

Há especulações de que a saída da União Europeia pode derrubar o próprio Reino Unido. A Escócia votou em peso para permanecer na UE. Agora, porém, os nacionalistas escoceses já estão lutando para outro referendo de independência. Tecnicamente, só a partir de outubro – quando o novo primeiro-ministro britânico deverá assumir – é que o mundo poderá conhecer os demais efeitos da saída destes países do bloco econômico.

Para o Brasil e para o seu bolso, não está claro qual será o impacto. Alguns especialistas apontam que uma possível instabilidade no bloco levaria os investidores em peso para o dólar e para longe de mercados emergentes, como o nosso país. Por outro lado, há quem diga que, em um mar revolto de juros baixos e até negativos, o Brasil vai aparecer como um oásis para os investimentos. Mas nem o cenário político interno permite qualquer perspectiva real, já que o impeachment ainda precisa ser votado. Até lá, é preciso calma. Como dizem os britânicos: “Keep calm and carry On”, ou seja, “fique calmo e continue andando”.

Você vai se interessar por:

Acesso garantido à tecnologia

Para fazer uso da tecnologia e não ficar sem saldo, é importante estar com a recarga em dia no seu celular. Você sabia que a Vivo possui um serviço de seguro de recarga, que pode fazer a diferença na hora em que você mais precisar? Em parceria com a Zurich Seguros, a empresa oferece o plano Recarga Garantida. O pagamento mensal de R$ 4,99 dá direito a R$ 80 em crédito no celular em caso de desemprego.

> Vivo Recarga Garantida: Assegure R$ 80 de carga no celular pré-pago em caso de desemprego

E você, o que acha da saída do Reino Unido da União Europeia? Deixe um comentário.

viagens econômicas pela Europa
como lidar com a avareza
economizar no seguro da casa
celular de 15 reais
saída do reino unido da ue
investir em ação ou em renda fixa