Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda qual a diferença entre furto e roubo e aumente a sua proteção

A- A+

Você não tem obrigação de conhecer a linguagem jurídica, mas sempre vale a pena ficar por dentro de conceitos básicos, seja para saber como registrar um boletim de ocorrência ou avaliar a cobertura que a seguradora oferece. Ao entender qual a diferença entre furto e roubo, por exemplo, pode adotar medidas preventivas para evitar ser lesado.

Afinal, seja qual for a modalidade crime, seu dinheiro, seu patrimônio e mesmo a sua integridade física estão expostos à ação de delinquentes.

Homem próximo de conhecer qual a diferença entre furto e roubo

Quando criminoso invade a casa e coloca vidas em risco, esse é exemplo de roubo. Foto: iStock, Getty Images

Qual a diferença entre furto e roubo

Tanto no furto como no roubo, o ladrão toma algo que pertence a outra pessoa. A principal diferença entre os dois delitos está na forma e nas condições em que o ato ocorre. Vamos entender melhor?

Furto

Quando o ladrão toma algo que não lhe pertence sem estabelecer contato com a pessoa que é detentora do objeto, configura-se furto. São exemplos de furto, quando:

  • Alguém invade a sua casa e rouba a televisão, sem a sua presença
  • Você deixa seu carro estacionado na rua e, ao voltar, ele não está mais lá
  • Você deixa o celular sobre a mesa de um restaurante e, ao voltar, ele não está mais lá.

Roubo

Quando o ladrão toma algo que não lhe pertence por meio de grave ameaça ou violência à pessoa detentora do objeto, configura-se roubo. São exemplos de roubo, quando:

  • Alguém invade a sua casa e ameaça sua vida com um revólver para conseguir dinheiro
  • Você estaciona o carro e é abordado por um assaltante com uma faca, que exige o veículo
  • Você está em um bar e alguém armado invade o estabelecimento para assaltar os clientes.

Por estar relacionado à violência, o roubo é considerado pela Justiça um crime mais grave do que o furto. Por isso, as penas previstas em lei são maiores.

Como evitar furtos e roubos

A principal dica para quem deseja evitar roubos e furtos envolve três conceitos: atenção, prudência e prevenção. Isso porque, em boa parte das situações, é possível prever o risco de ter um objeto roubado ou furtado.

Sua tarefa, portanto, é criar garantias e construir obstáculos para que esses eventos não ocorram, e isso passa por uma análise do risco. Coloque-se no lugar de um ladrão e procure identificar oportunidades de assalto.

Por exemplo: ao estacionar o seu carro, avalie a região com antecedência. Trata-se de uma zona segura ou perigosa? Há movimento intenso de pedestres? Quão forte é a iluminação? Existe alguém nas redondezas que poderia inibir um furto, como os seguranças de um restaurante ou de um condomínio?

Depois de fazer essa análise, talvez você conclua que vale mais a pena colocar o veículo em um estacionamento privado, para reduzir os riscos.

Essa análise deve ser estendida para todos os aspectos do cotidiano. Ao andar de ônibus, fique atento aos movimentos de terceiros, evite deixar objetos de valor expostos e mantenha seus pertences colados ao corpo, sob sua vista.

Ao andar na rua, especialmente se em local desconhecido, durante viagem, evite colocar fones de ouvido e mantenha-se atento à aproximação de desconhecidos. Escolha rotas com boa presença de pedestres, como zonas comerciais, e prefira caminhos bem iluminados. Se possível, nunca ande sozinho.

Na casa, talvez valha a pena investir em mecanismos de segurança, como câmeras de monitoramento e alarmes, sejam eles acionados por movimento ou por sensores em janelas e portões.

A perspectiva de viver com medo e ficar permanentemente de sobreaviso não é agradável, mas tende a ser a única opção para garantir a segurança dos seus bens – e da sua própria vida.

Você vai se interessar por:

Segurança para sua família

Para se precaver e garantir mais segurança para você e sua família, você pode conhecer os seguros de acidentes pessoais e vida, oferecidos pela Vivo, em parceria com a ACE Seguradora.

A contratação garante minutos grátis para falar de Vivo para Vivo nos finais de semana, além de sorteios mensais pela loteria federal. Tudo isso com a comodidade de pagar o seguro através da fatura do celular.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Entendeu qual a diferença entre furto e roubo? Compartilhe as dicas de segurança!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez
Opção para investir em commodities