Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda por que a variação de preço é tão frequente na internet

A- A+

Se você é um comprador online assíduo, já deve ter percebido que alguns produtos sofrem frequente variação de preço, até ao longo de um mesmo dia. É que existem setores do e-commerce que adotam uma estratégia chamada de preço dinâmico e que muda os custos dos itens conforme a situação de oferta e demanda vai se modificando. Entender esse processo pode ajudar você a economizar.

Variação de preço

Lei da oferta e demanda controla a variação de preço em lojas virtuais. Foto: iStock, Getty Images

A realidade da variação de preço

O cálculo do preço dinâmico começou no universo da aviação e as companhias aéreas ainda são as principais atuantes desse modelo. Não é à toa que as passagens compradas com antecedência e em horários de menor movimentos, como a madrugada, podem sair bem mais baratas do que aquelas adquiridas para data próxima e em horário comercial.

Na 103ª edição da NRF Retail’s Big Show, a Grande Mostra de Varejo da Federação Nacional do Varejo (NRF) norte-americano, os principais representantes do comércio mundial participaram de um debate sobre os preços aplicados no comércio eletrônico. A conferência aconteceu em 2014 e, desde lá, foi definido que a variação de preço seria uma regra no e-commerce.

Segundo o que foi disposto pela NRF, essa tendência de dinamismo nas vendas permite que as empresas apliquem uma variação de preço conforme a quantidade de produtos em estoque, a concorrência e as necessidades do consumidor. Com isso, é possível que os valores subam e caiam conforme a procura aumenta ou diminui.

O uso do preço dinâmico tornou-se tão vantajoso para as empresas que até mesmo outros setores começaram a utilizá-lo. Um exemplo é o Uber, aplicativo de transporte. Os valores das corridas aumentam durante os períodos de maior demanda, o que incentiva os motoristas e faz crescer a arrecadação.

Você vai se interessar por:

Como economizar na variação de preço

Quer aproveitar para economizar com a variação de preço? Na prática, isso significa que, quanto mais o público compra um produto ou quanto mais recente ele for no mercado, maiores serão os preços.

Existem épocas do ano e até mesmo horários específicos em que se pode comprar por menores valores na internet. Reservas de hotel, passagens e até mesmo aparelhos eletrônicos podem custar menos durante a madrugada.

Outra dica é para as roupas e sapatos. Com a variação de preço que acontece em função da grande busca em cada estação, o melhor a fazer é comprar as peças nos períodos opostos. Se pesquisar bem, em janeiro, você pode encontrar as botas e os casacos de lã por até metade do preço que você pagaria nos meses de junho ou julho, por exemplo.

O site americano Life Hacker criou uma lista dos produtos que saem por preços mais baixos em cada mês. As promoções pós-Natal, no início do ano, podem ser vantajosas para quem quer comprar videogames e monitores de computador. Já o mês de maio é ideal para geladeiras, televisores, câmeras digitais e outros eletrônicos.

Mas o melhor mês do ano para comprar os eletrônicos é novembro. Em razão da Black Friday, os preços tendem a baixar bastante. A dica do Life Hacker é que você monitore os valores ao longo do mês e veja se os descontos oferecidos durante a madrugada de ofertas são mesmo válidos.

Por fim, procure não comprar os itens mais caros em datas comemorativas, como Natal e Dia das Mães.

 

E você? Como faz para aproveitar a variação de preço na internet? Comente!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico