Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda o que significam as siglas Compe e ISPB

A- A+

Elas podem até soar como termos alienígenas, mas as siglas Compe e ISPB fazem parte do seu dia a dia. Ao menos no que se refere às operações bancárias. Apesar dos nomes, seus significados não são tão complicados.

Se você gosta de estar bem informado, especialmente no que diz respeito às suas finanças, é importante estar por dentro das terminologias que cercam esse setor.

Foto: Marcelo Camargo/Abr

Ao transferir dinheiro entre bancos, o código Compe pode ser solicitado. Foto: Marcelo Camargo, ABr

Compe: comunicação entre os bancos

A Centralizadora de Compensação de Cheques (Compe) é, na realidade, um sistema de compensação interbancária. Isso nada mais é do que uma sistemática de comunicação entre os bancos para a liquidação de cheques e outros papéis entre eles.

No momento em que você faz um DOC ou TED para transferir dinheiro para uma conta em outro banco, pode ser solicitado o Compe do banco, que é um número de identificação com três dígitos. Os códigos podem ser conferidos no site do Banco Central do Brasil.

Em muitas situações, para concluir uma operação desse tipo, também é solicitado o ISPB (Identificador do Sistema de Pagamentos Brasileiro) do banco. Com oito dígitos, ele é um identificador, mas voltado a instituições financeiras de natureza diferente, que não utilizam o Compe.   

Como funciona o Compe

Criada pelo Banco Central, a estrutura operacional do Compe é formada por uma câmara nacional, 15 câmaras regionais e dez câmaras locais. Todas elas trocam e compensam os cheques dentro de sua área de abrangência. Entretanto, estão sempre vinculadas a uma praça centralizadora, quase sempre na capital do Eestado.

O operador de toda essa estrutura é o Banco do Brasil, que fornece espaço físico e até mesmo apoio logístico para a troca de documentos, seja ela física ou virtual. Faz parte da rotina bancária separar os cheques depositados no dia e enviá-los à câmara de compensação do BB, que encaminha os documentos para os bancos de origem.

Esses, por sua vez, verificam o saldo e conferem dados, como assinatura, data e preenchimento correto do valor para, finalmente, fazer a compensação.

Atualmente, muitos procedimentos são realizados por meio do Compe por imagem. Trata-se do envio virtual dos cheques, poupando tempo e eliminando o custo de transporte. Esse trabalho substitui a troca física dos cheques.

É interessante saber que você nunca precisará utilizar o Compe e o ISPB simultaneamente em uma operação. Por se tratar de dois identificadores, pode-se optar por um deles. Na maior parte das transações bancárias, usa-se o primeiro, pois poucas instituições (entre as mais utilizadas) possuem cadastro no ISPB. De qualquer forma, a lista completa também pode ser acessada no site do Banco Central.

Você vai se interessar por:

Conheça os cartões Vivo

Nos dias de hoje, o cartão de crédito é uma ferramenta importante. Com os Cartões de Crédito Vivo, além de fazer suas compras com tranquilidade você ainda tem benefícios como parcelamento em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo, bônus em ligações e pontuação no programa Vivo Valoriza.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Tirou suas dúvidas sobre o Compe? Aproveite e compartilhe!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito