Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda o que é e como usar um simulador de poupança

A- A+

Para saber o quanto seu dinheiro renderia em determinado período de tempo aplicado na caderneta, é preciso calcular os indicadores, que são a Taxa Selic e a TR (Taxa Referencial) do período em questão. Caso você não tenha os dados, o simulador de poupança pode ajudá-lo.

Afinal de contas, em muitos momentos, é natural querer comparar investimentos para decidir qual é o mais rentável, ou ainda para tomar uma decisão financeira importante – como trocar de apartamento agora ou no ano seguinte.

Embora não calcule o valor exato – pois o rendimento futuro implica em indicadores que ainda não existem – o simulador de poupança costuma ser uma ferramenta confiável. Tanto é que é disponibilizado por diversas instituições tradicionais.

Até mesmo o Banco Central do Brasil possui uma versão, com aplicativo para celulares e tablets. Trata-se da Calculadora do Cidadão, que engloba os serviços de cálculo para cartões de crédito, financiamentos, aplicações (incluindo poupança), entre outros.

Simulador de poupança pode ajudar a formular estratégias financeiras.

Recurso possibilita comparar investimentos antes da tomada de decisões. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona o simulador de poupança

Via de regra, o uso do simulador é muito simples. Basta inserir a data do depósito inicial, a data em que se pretende retirar e o valor exato do depósito inicial. Entretanto, algumas ferramentas são mais complexas e podem solicitar, inclusive, a inflação do período. Ainda assim, vale a pena fazer a consulta.

Embora o rendimento da poupança não leve em conta muitas variáveis, seu cálculo não é tão simples de fazer para um leigo em números. A taxa básica de juros (Selic) e a TR – que conta com atualização diária – são os balizadores dessa aplicação, que remunera 0,5% ao mês e 6,17% ao ano.

Basicamente, a poupança é calculada de duas formas, dependendo dos indicadores. Para a Taxa Selic até 8,5% no dia do depósito, o rendimento é de 70% da Selic, mais a TR do dia. Já para a taxa de juros acima de 8,5%, a poupança pagará sempre 0,5% mais a Taxa Referencial.

Esse cálculo, entretanto, só é válido para valores depositados de 4 de março de 2012 em diante, quando a Selic passou a ser a principal referência para o cálculo. Para investimentos anteriores desta data, a conta sempre se baseia em 0,5% mais a TR.

A diferença de ganhos conforme o valor da Selic pode ser grande. Para se ter uma ideia, no mês de janeiro de 2015, a taxa básica de juros encerrou em 11,75% (resultando na remuneração de 0,5%) e a TR, em 0,0878%. Somadas as duas, temos o resultado de 0,5878% de rendimento.

Se, nas mesmas condições de TR, a Selic fechasse o mês abaixo de 8,5%, o rendimento seria de 5,95% (equivalente a 70% da Selic) mais os 0,087% da TR, resultando em 6,0378%.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Você já usou o simulador de poupança? Conte sua experiência nos comentários.

O controle financeiro pessoal e o futebol
quando vale a pena comprar título de capitalização
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil