Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda o que é a TJLP e como ela afeta suas finanças

A- A+

Para quem não está por dentro do noticiário econômico, entender a linguagem desse universo pode ser uma tarefa complicada. Além dos termos técnicos próprios do seu vocabulário, o “economês” é cheio de siglas, o que, aos desentendidos, mais parece uma sopa de letrinhas. Você já ouviu falar, ou leu a respeito da TJLP?

A sigla significa Taxa de Juros de Longo Prazo e, assim os outros grupos de quatro letras, IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado), é um indexador econômico, conforme explica o especialista em investimentos do Banco Ourinvest, Mauro Calil.

“A TJLP foi criada para estimular e regulamentar os investimentos em longo prazo em infraestrutura (usinas hidrelétricas, portos, aeroportos, sistemas de telecomunicações, ferrovias, rodoviárias, rede de distribuição de água e tratamento de esgoto) e também para o setor de consumo”, diz.

Além disso, o indexador também serve como referência para empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

TJLP é um indexador econômico

Indexador econômico TJLP regula os investimentos em infraestrutura no Brasil. Foto: Shutterstock

TJLP tem nova alta

Se você acompanha um pouco das notícias sobre a política e a economia brasileira, pode ter percebido que a Taxa de Juros de Longo Prazo tem aparecido de maneira constante. Isso porque, desde dezembro do ano passado, a TJLP aumentou quatro vezes. Em seu último crescimento, válido para o último trimestre do ano, passou de 6,5% para 7% ao ano.

O indexador não subia desde 2003 e, com a recente elevação, a taxa avança para o maior patamar desde meados de 2006, quando estava em 7,5% ao ano. A decisão foi tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que é formado pelos ministros da Fazenda, do Planejamento e pelo presidente do Banco Central.

Principais consequências da TJLP

Com o novo aumento, o governo federal gastará menos com subsídios. Até então, eram despendidos em torno de R$ 30 bilhões por ano, cerca de 0,6% do PIB. “A consequência é direta é direta. Se a TJLP está alta, teremos menos investimentos e a economia será pior em curto e longo prazos”, explica Calil.

A principal explicação para os aumento é que, com uma TJLP mais alta, diminui-se a diferença entre os juros de longo prazo e a taxa Selic, atualmente em 14,25% ao ano, reduzindo também o pagamento de subsídios.

As medidas visam contribuir para a melhoria das contas públicas, mesma finalidade para a volta da CPMF. Assim, em longo prazo, busca-se estimular o crescimento do nível de atividade na economia brasileira, além de evitar o rebaixamento por outras agências de classificação de risco no grau de investimento.

Você vai se interessar por:

Taxa Selic: o que é a taxa de juros e como influencia sua vida

Entenda a diferença entre taxa nominal e taxa real de juros

Como o novo aumento na taxa básica de juros afeta o seu bolso

Conheça os Cartões Vivo

Para quem usa o cartão de crédito com consciência e sabe enfrentar o aumento da taxa de juros sem comprometer o bolso, falta só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências.

Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou de saber mais sobre a TJLP? Deixe seu comentário.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito