Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda o que determina o valor do condomínio

A- A+

Se você mora em apartamento, precisa preparar o orçamento para uma despesa mensal a mais. E quando o valor do condomínio parece alto, é importante entender o que impacta no seu custo. Ao saber exatamente pelo que está pagando, você consegue ter uma previsão da próxima cobrança e se planejar melhor financeiramente.

Debatendo o valor do condomínio

Conforme a convenção, despesas devem ser aprovadas em assembleia geral. Foto: iStock, Getty Images

O que determina o valor do condomínio

O valor do condomínio é determinado conforme algumas variáveis. Quando existe uma empresa administradora no prédio, por exemplo, o custo costuma ser maior. Por outro lado, os moradores têm a comodidade de quase não se envolverem com os problemas do edifício.

Interferem no custo condominial também a quantidade de unidades (se há mais apartamentos, maior é a divisão), se há síndico estabelecido e se são muitos os funcionários que trabalham no local.

Serviços adicionais precisam entrar na conta, pois zeladoria tem custo, assim como a portaria – que pode ser 24 horas ou não. A limpeza dos andares e o cuidado com as plantas do jardim, quando existentes, engordam a conta final.

Conforme Ana Paula Pavanatti, educadora, terapeuta e assessora financeira da REORG Gestão Financeira, não se pode deixar de fora o quesito manutenção.

Ela explica que todos os valores cobrados no condomínio podem ser previstos. “Há casos em que os moradores realizam um planejamento anual de despesas fixas e fazem uma estimativa do que será necessário. Somam tudo e dividem entre o número de apartamentos. Todos então contribuem com uma tarifa fixa no mês”, diz.

Como já dito, o custo do condomínio será outro se uma administradora de imóveis for contratada para realizar o planejamento anual, emitir boletos bancários e coordenar o pagamento dos trabalhadores do prédio, entre outras funções.

Para economizar, uma opção é estabelecer um teto de despesas a ser rateada no mês. Nesse cenário, o síndico atua nas manutenções apontadas pelos condôminos e naquelas cuja necessidade surgir ao longo do tempo.

Essa modalidade libera o síndico de realizar assembleias para aprovação de cada ação a ser adotada. Ele fica com a obrigação de consultar apenas o conselho do condomínio e, depois, deve apresentar os orçamentos e a nota fiscal do produto/serviço executado, somado às despesas fixas mensais, explica Ana Paula.

Em muitos edifícios, o síndico é abonado do pagamento do valor do condomínio por desempenhar tal função. Em outros, ele recebe um salário e seus vencimentos são pagos pelos moradores.

Conheça seus direitos e deveres condominiais

Se você está pensando em habitar um prédio que parece um clube, com ampla área de lazer, incluindo piscina, playground, salão de jogos, espaço kids, quiosques, home office e tantas outras comodidades, confira o valor do condomínio antes de fechar o negócio.

Quando o custo é dividido entre muitas pessoas, pode valer a pena, tendo em vista os benefícios que a estrutura oferece. Mas é importante conversar com outros moradores antes da mudança, para saber o peso da taxa mensal no orçamento.

Você pode consultar o Código Civil brasileiro para saber seus direitos e deveres ao estabelecer residência em um prédio ou condomínio de casas. Outro instrumento legal é a Lei 4.591, de 1964, conhecida como Lei do Condomínio, que possui validade para todos os pontos não abordados no Código Civil.

Ambos regulamentos são indicados para aprender como fazer uma convenção condominial e como agir em assembleias.

Descontos no valor do condomínio

Confira a seguir uma lista de itens que podem aparecer como descontos na sua fatura mensal do condomínio:

  • Material de limpeza do condomínio
  • Consumo de energia e água da área em comum
  • Serviço de limpeza
  • Assessoria condominial
  • Honorários do síndico
  • Rateio de compras para manutenção (lâmpadas, corrimão, etc.)
  • Fundo de reserva para despesas eventuais
  • Zeladoria
  • Jardinagem
  • Segurança (portaria)
  • Gás e/ou água de cada unidade*

*Nem todos condomínios trabalham com esse sistema. Em alguns, já há medição individual por unidade, pois o consumo é de responsabilidade de cada morador.

Você vai se interessar por:

Assistência para seu apartamento

Para se proteger de qualquer emergência em seu imóvel, é importante contar com o serviço Vivo Assistência Casa e Auto. Com ele, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro em emergências na sua casa

Este artigo sobre valor do condomínio foi útil para você? Compartilhe!

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro