Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda como o número do CPF é formado

A- A+

Se você é uma pessoa prevenida, sabe bem a importância que o número do CPF tem na sua vida. Apesar de não ser obrigatório, o documento é necessário para a maior parte das operações financeiras, como abertura de contas em bancos e cadastro de lojas. Além disso, ele é o seu registro na Receita Federal do Brasil.

Mas você sabe dizer como os onze algarismos do seu Cadastro de Pessoa Física foram criados? Será que isso acontece de forma aleatória? Haveria um sistema nacional para o estabelecimento da sequência, ou ela depende de cada estado? Tire suas curiosidades sobre o número do CPF.

Como o número do CPF é gerado

O número do CPF é estabelecido com base em um complexo cálculo, no qual os dois últimos algarismos, conhecidos como números de verificação, seguem um algoritmo de módulo 11, baseado no valor dos outros dígitos.

Isso possibilita a conferência automática e previne erros de digitação.

O dígito anterior (ou seja, o terceiro dígito da direita para a esquerda) revela o estado em que a pessoa registrou-se pela primeira vez.

Assim, basta observar o dígito final antes do traço para descobrir sua origem. Confira a relação com todas as unidades federativas:

Número Unidade federativa
0 Rio Grande do Sul
1 Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins
2 Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Acre e Rondônia
3 Ceará, Maranhão e Piauí
4 Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte
5 Bahia e Sergipe
6 Minas Gerais
7 Rio de Janeiro e Espírito Santo
8 São Paulo
9 Paraná e Santa Catarina

Número do CPF surgiu em 1968

Há quase 50 anos que é assim. A primeira menção ao registro das Pessoas Físicas aconteceu no artigo 11 da Lei nº 4.862, de 29 de novembro de 1965. Na declaração de rendimentos do ano seguinte, foi acrescentado um campo para o contribuinte informar o número de inscrição no Imposto de Renda.

No entanto, foi somente em 1968 que o Registro das Pessoas Físicas seria transformado no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Segundo a Receita Federal, até o ano passado, havia 206 milhões de registros na sua base, sendo 173,5 milhões em situação regular.

Você vai se interessar por:

Proteja seu nome

Presente há quase meio século no cotidiano dos brasileiros, o CPF é um documento muito importante e, como tal, precisa protegido. Pensando nessa importância, a Vivo, em parceria com a Serasa Experian, criou o Vivo Alerta CPF.

O serviço, entre outras funções, oferece dicas de como se prevenir contra fraudes de identidade, além de possibilitar acesso a uma exclusiva área logada com um relatório completo sobre a situação do seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou de saber mais sobre o número do CPF? Compartilhe as informações!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças