Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda como funcionam as ações disponíveis para aluguel

A- A+

Na Bolsa de Valores, não são apenas os proprietários de ações que podem fazer fazer dinheiro com a sua venda. Há muitos investidores que têm ações disponíveis para aluguel, que podem ser envolvidas em outras transações pelos tomadores do empréstimo.

vantagens para os dois lados: o doador, aquele que coloca as suas ações disponíveis para aluguel, e o tomador, aquele que aluga a ação. Para entender melhor como funciona o processo, siga a leitura.

Checando ações disponíveis para aluguel

Contrato de aluguel de ações exige garantias e prevê o pagamento de juros. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona o aluguel de ações

Um investidor disponibiliza uma determinada quantia de suas ações para o aluguel mediante o pagamento de uma taxa e com um vencimento determinado. Todas essas informações constam na oferta e devem estar, também, no contrato de aluguel.

A propriedade das ações é transferida temporariamente – enquanto o contrato for vigente – para o locatário. Assim, é transferido inclusive o direito de voto nas assembleias de acionistas da empresa em questão.

O locatário precisa apresentar garantias para alugar as ações. Em seguida, o investidor transfere a quantia estabelecida em contrato e recebe uma taxa de juros referente à operação. O tomador tentará, então, vender as ações na alta e recomprá-las na baixa, para devolver a quantia que pegou emprestada e lucrar em cima disso.

É, portanto uma operação de risco, mas apenas para o locatário. Afinal, pode acontecer de as ações se valorizarem após a venda, dando prejuízo a quem as alugou, pois ele terá que recomprá-las a um preço maior para cumprir o contrato.

O doador continua recebendo juros e dividendos referentes às suas ações, mesmo quando elas estão alugadas. Ele não poderá, no entanto, vendê-las nesse período, e tampouco quando elas estão apenas disponíveis para aluguel.

Onde encontrar ações disponíveis para aluguel

Quem investe no mercado de ações tem uma conta em uma corretora, que disponibiliza um home broker, o sistema no qual o usuário pode gerir seus investimentos, comprando e vendendo ações e acompanhando os números e índices na tela do computador ou smartphone.

Um home broker normalmente tem uma opção chamada Banco de Títulos (BTC). Nessa tela, há uma lista com as ações disponíveis para aluguel, e todas as informações necessárias para os interessados, como a taxa de juros que incide sobre elas e a data de vencimento do aluguel.

Para efetuar o aluguel, o processo não termina em um simples clique. O investidor precisa assinar os contratos referentes à operação e dar as garantias necessárias. No documento, constarão os deveres e obrigações das duas partes.

Você vai se interessar por:

Vantagens do aluguel de ações

Para o dono das ações disponíveis para aluguel, a grande vantagem é fazer o seu ativo render sem precisar se desfazer dele. Em vez de manter as ações paradas, aproveita para aumentar o seu faturamento.

Já quem aluga as ações o faz para poder realizar uma venda descoberta, quando negocia ativos que não possui. Se a estratégia der certo, terá faturado um bom dinheiro sem precisar ter comprado o ativo, apenas dando as garantias exigidas.

O processo de aluguel de ações sofre, porém, algumas críticas. A principal delas é que o tomador vai sempre torcer pela desvalorização dos papéis e, mesmo assim, terá direito a participar das assembleias de acionistas.

 

Se você gostou do artigo, compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais. Caso tenha restado alguma dúvida, deixe um comentário.

O controle financeiro pessoal e o futebol
fornecimento de marmitex para empresas
Taxa para investir em ações
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images