Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda como funciona o rendimento mensal da poupança

A- A+

Mesmo sendo o investimento preferido dos brasileiros, muita gente não sabe como funciona o rendimento mensal da poupança. A modalidade usada por 70% da população, segundo pesquisa recente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), ainda gera dúvidas quando o assunto é cálculo do lucro da aplicação.

Cálculo do rendimento mensal da poupança

Tradicionalmente, o rendimento da poupança sempre foi determinado pela variação da Taxa Referencial (TR) mais juros de 0,5% ao mês. Essa TR é calculada pelo Banco Central do Brasil (BCB) com base na taxa média mensal ponderada dos CDBs prefixados das trinta maiores instituições financeiras do país.

Entretanto, essas regras sofreram alteração em maio de 2012. Os depósitos realizados a partir dessa data têm rendimento vinculado à meta da taxa Selic determinada pelo Banco Central do Brasil.

Se ela for, por exemplo, superior a 8,5%, vale a regra antiga. Por outro lado, se a Taxa Básica de Juros for menor ou igual ao valor estabelecido pelo BC, os juros da caderneta de poupança são reduzidos para 70% da Selic mais a TR. Nos patamares atuais nada muda, uma vez que a Selic tem ficado bem acima dos 8,5% ao ano, fechando 2015 em 10,67%, por exemplo.

rendimento mensal da poupança

A poupança é uma modalidade de investimento usada por 70% da população brasileira. Foto: iStock, Getty Images

Tendência é que rendimentos continuem baixos

Como a taxa Selic vem sofrendo altas constantes, atualmente está acima dos 14% ao ano, a tendência é que o rendimento mensal da poupança continue baixo, com uma cotação estagnada. Em média, o lucro anual da caderneta tem sido de 6%, representando uma perda considerável de capital, quando levada em conta a inflação atual.

Em números, se você aplicar R$ 1 mil na poupança, daqui a 12 meses terá mais R$ 60 na sua conta. A comparação é bastante desigual com outros investimentos também de renda fixa. A cotação do CDB, por exemplo, é de 9,84% a.a.  Já um fundo referenciado de DI e alguns títulos do tesouro direto têm cotações anuais acima dos 10%.

Vale ressaltar, no entanto, que em cenários de taxa básica baixa e inflação controlada, a poupança pode se sobressair sobre alguns desses investimentos citados. Além disso, mesmo rendendo pouco, é muito melhor aplicar na caderneta do que não investir em nada.

Mas não esqueça: para ter o seu rendimento na poupança, saiba bem qual é a data de aniversário da conta e, caso precise fazer um saque, retire o dinheiro pelo menos um mês após o último depósito.

Você vai se interessar por:

Proteja sua família e concorra a prêmios

Independentemente do tipo de seguro contratado, o melhor custo-benefício é o bem-estar da sua família. Com o Seguro Premiado Vivo, você garante a proteção dos seus entes queridos e ainda concorre a prêmios no valor de R$ 2.500 por dia. Para participar, basta enviar a palavra SEGP para 8051.

> Seguro Premiado Vivo: Proteja a sua família e concorra a prêmios

E você, sabe qual é o rendimento mensal da poupança? Comente!

investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
vale a pena ter seguro
vale a pena ter seguro de vida
dinheiro poupança pode ser penhorado
por que a poupança rende tão pouco