Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda como funciona o código de barras dos boletos

A- A+

Se você  costuma pagar seus boletos bancários no caixa eletrônico, sabe como é fácil fazer o procedimento. Basta posicionar o código de barras do documento na posição indicada no local e, em fração de segundos, um leitor óptico identifica sua conta. Depois disso, bastam algumas confirmações e o pagamento é concluído.

Há diversos tipos de código de barras, criados por instituições diferentes. Quando falamos em boleto bancário, o padrão utilizado é o da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban).

codigo-de-barras

É possível efetuar o pagamento digitando uma sequência de números também. Foto: iStock, by Getty Images

O que é o código de barras?

Na realidade, o código de barras é uma espécie de DNA da conta. Aquelas barrinhas pretas, que variam de espessura, trazem muito mais informações do que você imagina.

Quando você olha a conta, geralmente, presta atenção apenas à data de vencimento e ao valor. O código de barras indica o banco que irá receber o pagamento (escolhido pelo credor) e a moeda. No caso de pagamento em moeda estrangeira, as informações do código também são alteradas.

Os números nada mais são do que a representação gráfica do código de barras.

Quando se deve digitar?

E quando o leitor óptico do banco não consegue captar as informações do código de barras? O erro ocorre, via de regra, pela má qualidade da impressão do boleto. O código de barras é sensível e é importante que a impressão seja de qualidade para que a leitura no scanner seja realizada com sucesso.

As contas de luz ou de telefone, por exemplo, raramente apresentam esses problemas de leitura. Já aqueles boletos que imprimimos em casa costumam ficam ‘ilegíveis’ com mais frequência. Se isso, ocorrer, basta digitar a sequência de números que está na parte de cima do documento.

A vantagem desta operação é que descarta a necessidade de impressão dos boletos. Basta anotar os 48 algarismos com atenção e digitá-los na sequência correta.

Decodificando

Você sabe o que significa cada campo numérico de um boleto bancário? Já pensou nisso? Tomando como padrão o sentido de leitura da esquerda para a direita, os três primeiros algarismos fazem referência ao banco. Por exemplo, o Santander é identificado pelo número 033, a Caixa é 104, o Itaú é 184 e o Bradesco é 237. Mas, vale lembrar que boletos de cartões de crédito podem ter códigos diferentes, como o Itaucard, por exemplo, que é outra instituição.

Depois, vem o quarto algarismo, que indica a moeda. No Brasil, será sempre o 9. Há outros números que são mais complexos para entender, como a data de vencimento. Isso porque o Banco Central criou uma data-base, que é 7 de outubro de 1997. No seu boleto bancário, ao invés de vir a data de vencimento com dia, mês e ano, o que aparece é o número de dias que se passaram desde a data-base. Assim, se a sua conta vence em 10 de junho de 2015, por exemplo, no campo correspondente ao vencimento você verá os números 6455, que o número de dias que se passaram desde então.

Os últimos dígitos indicam o valor do vencimento, sem vírgulas. Por exemplo, se a conta é de R$ 297,68, no último campo você irá visualizar 29768.

Conta corrente sem complicação

Para evitar preocupações com o pagamento de suas contas, o Vivo Zuum é uma ótima alternativa. Trata-se de uma conta pré-paga totalmente gerenciável via celular.

Por meio de um aplicativo, é possível pagar contas, fazer transferências e verificar saldos de forma segura. Com o cartão, você pode ainda sacar dinheiro e pagar suas compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas para código de barras? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
quando vale a pena comprar título de capitalização
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria