Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda como é feito o cálculo do salário líquido

A- A+

Você sabe a diferença entre salário bruto e salário líquido? O salário bruto é o valor mensal fixado pela empresa para sua remuneração, e é este valor que normalmente é divulgado nas ofertas de emprego. Porém, sobre este valor incidem descontos previstos na legislação, de modo que o salário líquido que você receberá mensalmente será mais baixo do que aquele valor divulgado na oferta da vaga.

Para avaliar melhor a oferta salarial de um emprego e fazer uma projeção mais realista de como ficará o seu orçamento mensal, é importante saber como é feito o cálculo do salário líquido. Os principais descontos são a contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o valor do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) retido na fonte.

dividas

Pagamento recebido pelo empregado é feito após os descontos no salário bruto. Foto: iStock, Getty Images

A contribuição para o INSS é calculada com base no salário bruto e o percentual de desconto é maior quanto maior o salário bruto. Esse percentual, chamado de alíquota, varia entre 8% e 11%, conforme tabela anual do INSS. O valor retido para o IRPF é calculado com base no salário bruto, menos a contribuição para o INSS. A alíquota do imposto varia até 27,5%, dependendo do valor base de cálculo, e não tem um limite: quanto maior o salário, mais imposto você vai pagar. Se você ganha menos de R$ 1.903,98, você é isento do Imposto de Renda.

Contribuição sindical também entra no cálculo do salário líquido

A contribuição sindical é outro fator a ser considerado no cálculo do salário líquido. Para saber o valor desse desconto, você deve dividir o salário bruto por 30. Esse desconto ocorre normalmente no mês de março de cada ano.

Há ainda mais um desconto legal na sua folha de pagamento: o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Trata-se de uma conta aberta pela empresa na Caixa, na qual ela deposita, até o dia 7 de cada mês, o valor correspondente a 8% da sua remuneração. Esse percentual é descontado do seu salário bruto.

Fora os descontos legais, podem incidir outros descontos sobre o seu salário bruto, como plano de saúde e outros convênios, além de faltas, atrasos ou saídas antecipadas injustificadas.

Adicionais e horas extras elevam remuneração

Existem também adicionais previstos em lei que devem ser pagos ao trabalhador. O adicional de insalubridade é pago a profissionais cuja atividade esteja exposta a agentes nocivos à saúde, como trabalhadores expostos a altos níveis de ruído, calor ou frio excessivo, radiações, agentes químicos ou biológicos. O percentual é de 10% sobre o salário-base para o grau de insalubridade mínimo, 20% para médio e 40% para o grau máximo.

Já o adicional de periculosidade é pago a trabalhadores que tenham contato permanente com inflamáveis, eletricidade ou explosivos em condições de risco. O acréscimo é de 30% sobre o salário-base.

O adicional noturno deve ser pago a todos os trabalhadores que estejam em serviço entre as 22h e as 5h. Para cada hora trabalhada à noite, você tem direito a receber o valor da hora normal acrescida de 20%.

Também podem ser somadas no cálculo do salário líquido horas extras que eventualmente você tenha feito. Para cada hora extra trabalhada, você deve receber a hora normal acrescida de 50%.

Existem ainda outros adicionais que compõem o cálculo do salário líquido, dependendo da ocupação e da política de cada empresa. A quebra de caixa é um exemplo. Trata-se de um valor pago como adicional a quem trabalha no caixa da empresa, sob a condição de que, em caso de diferença para menos no fechamento do caixa, o empregado pague a quantia. Algumas empresas oferecem participação nos lucros em determinadas épocas do ano, além do décimo terceiro salário, que é uma gratificação natalina prevista em lei.

Cobertura garante recarga

Você sabia que a Vivo possui um serviço de seguro de recarga, que pode fazer a diferença na hora em que você mais precisar? Em parceria com a Zurich Seguros, a empresa oferece o plano Recarga Garantida. O pagamento mensal, de R$ 4,99, dá direito a R$ 80 em crédito no celular em caso de desemprego.

> Vivo Recarga Garantida: Assegure R$ 80 de carga no celular pré-pago em caso de desemprego

Gostou das dicas de cálculo do salário líquido? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

como funciona o auxílio maternidade
como funciona o auxílio creche
como funciona o auxílio doença
descontro de empréstimo consignado
compra consciente