Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda a escalada dos juros de cartão de crédito

A- A+

Um dado que tem preocupado os consumidores brasileiros é a alta constante dos juros de cartão de crédito. Em dezembro de 2015, um relatório da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) apontou que os juros do crédito rotativo chegaram a 399,84% ao ano.

E a tendência é de mais aumentos. O diretor executivo da Estudos e Pesquisas Econômicas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, explica que os principais fatores para a alta dos juros – taxa Selic e conjuntura econômica – apontam para a expectativa de crescimento.

Formação dos juros de cartão de crédito

A taxa básica de juros (Selic), estipulada pelo Banco Central do Brasil, vem subindo desde 2013 por conta da alta da inflação. O governo vem promovendo um aumento gradual como estratégia para conter o índice e frear o consumo.

Já a conjuntura econômica – que hoje apresenta inflação alta, desemprego maior e perda de poder aquisitivo das famílias – deve continuar negativa, aumentando ainda mais os juros de cartão de crédito. A combinação desses dois fatores traz o chamado “risco de crédito”.

Isso significa que não apenas o cartão, mas todas as linhas de crédito estão mais caras – incluindo financiamentos de casas, de veículos e de qualquer outro produto.

juros de cartão de crédito

A dica básica para evitar o endividamento é pagar sempre o valor total da fatura. Foto: iStock, Getty Images

Inadimplência no cartão de crédito eleva juros

No caso do cartão de crédito, o que pesa é o juro rotativo, ou seja, aquele que passa a ser cobrado quando se faz o pagamento mínimo da parcela. “Como há uma grande concentração de pagamentos nessa ferramenta, também há maior inadimplência, o que eleva os juros’, diz Oliveira. A dica para não arcar com altos preços é comprar sempre com a certeza de poder pagar.

Com base nas projeções para 2016, é preciso redobrar o controle para não ser mais um devedor nas estatísticas. Oliveira acredita que a taxa de juros do cartão – assim como de todas as demais linhas de crédito – continuará subindo. “Há previsão de alta no desemprego e de consequente aumento da inadimplência. São fatores que aumentam o risco de crédito”, reforça.

E quando ocorre um imprevisto financeiro, o que fazer? Oliveira é taxativo na resposta. “Na falta do recurso, vá ao banco e confira as taxas do empréstimo pessoal. Sempre há uma linha de crédito mais barata. O que não pode é deixar a dívida rolar”, ensina.

Em qualquer situação referente à vida financeira, é importante fazer comparações. “Ninguém viaja de uma cidade a outra de táxi. As pessoas procuram um meio de transporte mais barato, como ônibus. No cartão de crédito, como não dá para trocar com muita frequência, a dica é utilizar outra linha de crédito para pagá-lo se necessário”, defende.

Movimentação do mercado

Apesar do cenário econômico negativo, as transações com cartões continuam crescendo. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), somente no mês de setembro de 2015 foram transacionados R$ 85,3 milhões. Desse total, R$ 53,5 milhões foram gastos em operações de crédito.

Compre com tranquilidade

Para quem usa o cartão com consciência e aproveita todos os seus benefícios sem comprometer o bolso, falta só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências.

Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Como você enfrenta a alta nos juros de cartão de crédito? Deixe seu comentário.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito