Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda a diferença entre taxa nominal e taxa real de juros

A- A+

Você pode até não saber da existência delas ou mesmo da diferença entre uma e outra, mas a taxa nominal e taxa real de juros influenciam, e muito, nas suas economias. Investimentos, empréstimos, financiamentos e mesmo dívidas sofrem impactos que mexem diretamente no bolso do consumidor de modo geral.

Mas e qual é mesmo a diferença entre a taxa nominal e a taxa real de juros? Uma coisa é certa: as duas taxas estão diretamente relacionadas com a inflação. Saiba mais sobre elas.

A taxa nominal e taxa real de juros influenciam a economia.

Aplicações financeiras são influenciadas pela variação nas taxas de juros no país. Foto: iStock, Getty Images

Conceito de taxa nominal e taxa real de juros

A diferença entre taxa nominal e taxa real é simples. De modo geral, a taxa nominal de juros é aquela divulgada pelas instituições financeiras, já a taxa real é dada pela diferença entre a taxa nominal e a inflação do período.

Apesar da diferença ser fácil de calcular, ela é de extrema importância para economistas, já que traz fortes implicações no mercado financeiro e na economia de modo mais amplo.

A taxa nominal de juros é utilizada para demonstrar os efeitos da inflação no período analisado. Ela é a taxa de juros propriamente dita, fixada pelo período de um ano e deve ser mencionada em todos os contratos de crédito e aplicações bancárias.

Já a taxa real de juros não leva em consideração o efeito inflacionário e, por isso, tende a ser menor do que a nominal.

Exemplo de variação entre as taxas de juros

O exemplo a seguir considera uma aplicação de R$ 10 mil por um ano, cuja taxa nominal seja de R$ 15%:

– R$ 10.000 x 15% = R$ 11.500 no final da aplicação (R$ 1.500 de rendimentos)

– Considere uma inflação do período de 9%

– Taxa nominal de juros – taxa de inflação = taxa real de juros, ou seja, 15% – 9% = 6%

– Isso implica dizer que os rendimentos reais sem a inflação foram de R$ 600.

Você vai se interessar por:

O que é juros de mora e como calcular

Tabela de juros para empréstimo pessoal: compare as taxas dos bancos

Como o novo aumento na taxa básica de juros afeta o seu bolso

Implicações da taxa nominal e taxa real de juros

Para a consultora de investimentos da corretora Órama, Sandra Blanco, a taxa nominal e taxa real de juros influenciam aplicações, principalmente, em países cuja taxa de inflação é alta. Isso acontece, segunda ela, porque a inflação precisa ser utilizada para avaliar o retorno de investimentos.

Para Sandra, é errado, em países com altas taxas de inflação, investidores elaborarem seus planos financeiros e estratégias de investimentos desconsiderando o índice.

“É um erro se atentar apenas à rentabilidade determinada pela taxa nominal, ou seja, à variação ocorrida ou esperada para um determinado período”, avalia. “O correto é utilizar a rentabilidade real, a qual desconta a taxa de inflação para o período e resulta no ganho de capital que de fato o investidor obterá com a operação”, completa.

Segundo a consultora, essa avaliação dos rendimentos reais é importante porque a inflação corrói o poder de compra da moeda corrente, gerando uma diferença relevante, principalmente ao longo do tempo, entre as rentabilidades nominais e reais.

 

Gosta das informações sobre finanças? Cadastre-se e receba a nossa newsletter.

quando vale a pena comprar título de capitalização
vale a pena pegar empréstimo
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil