Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda a diferença entre consumo e consumismo

A- A+

Você tem um perfil que gosta de fazer compras, mas sofre com as contas a pagar? Existe uma importante diferença entre consumo e consumismo que você precisa entender para ter uma relação mais saudável com o dinheiro. Saiba qual é ela e veja por que você deve conhecê-la.

Diferença entre consumo e consumismo

De acordo com a psicóloga Ingrid Machado, o consumo faz parte da sociedade e tem caráter de sobrevivência, pois é a partir dele que adquirimos alimentos, abrigo, roupas e remédios, por exemplo.

O problema é que a sociedade atual reforça o consumismo, ou seja, ela estimula o consumo de itens desnecessários para o indivíduo. “Isso pode gerar como consequência graves problemas financeiros e emocionais”, explica a psicóloga.

Muito do que consumidos somos incentivados pela publicidade a comprar.

Uma boa dica é fazer compras sempre com listas para não perder o controle. Foto: iStock, Getty Images

Essa é a grande diferença entre consumo e consumismo, que muda toda a forma de se relacionar com o dinheiro, de fazer compras e de entender quando elas são necessárias.

É necessário viver bem com o que você precisa e com o que possui, sob pena, como relatado pela psicóloga, de viver inconformado por não alcançar nunca o que deseja.

A recomendação é sempre fazer listas de compras e levar apenas aquilo que está anotado e dentro do seu orçamento. Quando precisar comprar algo mais caro, planeje e veja quando é o momento mais adequado.

Se você começar a notar que suas aquisições estão saindo do seu controle, que você gasta demais e não consegue esperar o tempo que planejou, procure ajuda.

Alerta ao consumismo infantil

Ingrid destaca que, muitas vezes, o estímulo é tão grande que não reparamos. E isso acontece não apenas entre nós, mas também entre as crianças. Como começa cedo, se você não estiver atento, pode virar um grande problema, já que eles não estão preparados para lidar com algo que é difícil até para adultos.

Desde 2001, tramita na Câmara dos Deputados o PL 5921, que proíbe a publicidade/propaganda para a venda de produtos infantis. Estudos que apontam a influência da internet sobre as crianças reforçam esse aspecto. Afinal, para elas é ainda mais difícil entender a diferença entre consumo e consumismo e estabelecer limites.

Criança no mercado entende diferença entre consumo e consumismo

Ensinar ao seu filho o valor do dinheiro é importante atitude de educação financeira. Foto: Shutterstock

Você vai se interessar por:

Teste: Você possui hábitos de consumo responsável?

Sem dinheiro: conheça modo de vida com consumo consciente

Saiba como avaliar o consumo de combustível de um carro

Pesquisa realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação (Cetic.br), do Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br), fez uma análise sobre o acesso e uso de internet, redes sociais, habilidades de uso, mediação dos pais e responsáveis e consumo e exposição à publicidade.

Divulgada no fim de 2014, a pesquisa indica que, entre os anos de 2012 para 2013, houve uma variação de 43% para 77% de preferência pelo Facebook por crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos.

Outro dado diz que 61% dos usuários entre 11 e 17 anos tiveram, no último ano, contato com publicidade no site de uma rede social, 48% em sites de vídeos e 26% em e-mails.

Outro projeto na Câmara, o PL 1746/2015, propõe acrescentar ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) um capítulo específico sobre a garantia do direito de proteção de dados desse público na internet, com foco em possíveis violações e publicidade dirigida a elas.

 

Entendeu a diferença entre consumo e consumismo? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria