Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Endividamento: veja dicas de especialistas para sair da crise

A- A+

Você sofre de insônia por não saber como pagar suas contas? Talvez já saiba, mas não custa repetir: acumular é um assunto que tira o sono de muita gente. Para ajudar você a deixar o endividamento para trás e ter mais qualidade de vida, trouxemos as dicas de alguns especialistas sobre a melhor forma de controlar as finanças e sair do vermelho. Confira a seguir.

endividamento

É importante levantar o tamanho do endividamento para estabelecer uma estratégia. Foto: iStock, Getty Images

Controle gastos para evitar o endividamento

Antes de pensar em como se livrar de todas as dívidas já contraídas, a dica principal é repensar o orçamento e iniciar um planejamento dos gastos.

Como explica o professor de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Nelson Chalfun Homsy, é preciso estabelecer regras de gastos, que devem ser específicas para cada caso. Ou seja, devem levar em conta dados como a faixa etária dos membros da família, o número de pessoas que vivem com aquela renda e quais são as suas principais demandas.

“Daí em diante, basta elaborar uma planilha para registrar os gastos realizados e acompanhar o movimento de entradas e saídas de dinheiro. Essa planilha de controle refletirá as oscilações positivas e negativas das finanças, ajudando a eliminar supérfluos“, complementa o professor de Economia da Universidade Estácio de Sá, Jair Abreu.

> Conheça e adote planilhas para controle de gastos

Ao tomar medidas preventivas e criar um orçamento a longo prazo, evitar as dívidas fica mais fácil. Além de gastos mais comuns, os juros também são cortados, o que significa mais dinheiro para investir naquilo que realmente importa.

Endividamento consolidado, o que fazer?

Seu nome está “sujo” porque não foi possível evitar as dívidas e elas já são parte da rotina? Até isso tem solução. Não há uma receita mágica, mas ela passa pela redução dos gastos, negociação com as empresas e aumento da receita.

O primeiro passo, segundo o professor de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Alfredo Meneghetti, é reconhecer o endividamento.

“Em segundo lugar, fazer contato com os credores para tentar negociar. Não conseguindo conversar, nem prazos maiores, nem redução de taxas de juros para adequação ao seu orçamento, o cidadão deve procurar o Fórum, na esfera pré-consensual. Se não conseguir a conciliação, uma opção é seguir na esfera judicial”, prossegue Meneghetti.

O importante é arrumar uma forma de fazer com que as parcelas da dívida possam ser encaixadas na renda familiar e evitar os juros altos. Mas é preciso ter em mente que isso pode exigir sacrifícios, como o corte de despesas que não são fundamentais, além de adiar alguns projetos pessoais.

Em alguns casos, aumentar a renda também é uma solução e pode passar pela venda de bens, como um carro. Ao saldar as dívidas, não descuide do planejamento de gastos e evite que o endividamento se torne uma constante em sua vida.

endividamento

Monitore seu CPF pelo celular

Está com medo que o endividamento faça com que o seu nome vá parara na Serasa? O Vivo Alerta CPF oferece, em parceria com a Serasa Experian, um serviço inovador que permite que seus clientes recebam notificações via SMS sempre que:

  • Ocorrer uma alteração no status de seu CPF nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa consultar seu nome nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa estiver prestes a negativar o seu nome nas bases de dados da Serasa Experian.
> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para evitar o endividamento? Compartilhe!

Empréstimo ou financiamento
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns