Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Encontre a solução para dívidas em 4 passos

A- A+

As pendências financeiras do brasileiro estão mais elevadas. A informação é do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), e revela que o valor médio das contas em atraso passou de R$ 4 mil, em 2014, para R$ 5,4 mil neste ano. Descontada a inflação, o número representa um aumento real de 23%. O desafio é encontrar solução para dívidas acumuladas.

O primeiro passo é entender quais atitudes permitiram que a sua situação financeira chegasse a esse ponto. Ao mesmo tempo, também é preciso estar disposto a mudar hábitos e estabelecer uma nova relação com o consumo, dessa vez mais consciente.

Encontre a solução para dívidas em 4 passos

Deixar as dívidas para trás e alcançar o equilíbrio financeiro não é uma mudança que ocorre de um dia para o outro. Ao invés disso, trata-se de um processo que exige dedicação constante. Para não errar, confira as dicas do educador financeiro Antonio Nascimento:

1. Analise o seu orçamento

Antes de tomar qualquer decisão, é necessário que se faça um diagnóstico da sua vida financeira. Ou seja, é importante que se tenha uma fotografia de alta definição de como as suas finanças vêm sendo conduzidas, explica Nascimento.

Essa fase inclui também o levantamento de todas as suas dívidas. Mas não basta apenas anotar os valores, é importante especificar o nome do credor, os prazos de pagamento e, é claro, as taxas de juros cobradas.

2. Separe essenciais dos supérfluos

Cortar gastos pode ser difícil, mas é essencial para sair do negativo. A dica do educador financeiro é separar todos os itens que compõem o seu orçamento em essenciais (como água, luz e condomínio) e aqueles que são supérfluos (TV por assinatura, jantares fora de casa e mesmo as viagens).

Com essa divisão, fica mais simples analisar como o seu dinheiro é gasto mensalmente e fazer os ajustes necessários. Lembre-se de que as medidas são temporárias e que se dedicar a elas significa ter resultados eficientes e menos demorados. Depois de fazer os cortes, analise qual é o valor que pode ser destinado mensalmente para quitar todas as parcelas que estão em aberto.

Encontrar solução para dívidas exige analisar os seus gastos. Foto: Shutterstock

Encontrar solução para dívidas exige analisar com atenção os seus gastos. Foto: Shutterstock

3. Dê preferência às dívidas mais onerosas

É chegada a hora de pagar as contas em atraso. Caso não seja possível dar conta de todas elas ao mesmo tempo, a indicação de Nascimento é dar preferências para as dívidas que somam juros mais altos e, justamente por isso, mais onerosos para o seu bolso.

Antes de buscar os credores para uma negociação, avalie quais são as suas reais chances de quitação. Afinal, de nada adianta conseguir um novo acordo se em poucos meses as parcelas forem pesadas demais para o seu orçamento. Ou seja, tenha uma conserva franca que exponha sua real situação financeira.

4. Mantenha o controle das finanças

Mas os cuidados não deve parar no momento em que você encontra solução para dívidas. Manter o planejamento financeiro em dia é fundamental para que as dificuldades com o orçamento não voltem a ser um problema mais tarde. O segredo é não deixar de lado o controle dos gastos e respeitar os limites que a sua renda oferece.

Alerta CPF no celular

Está com medo de que as dívidas se tornem um problema para o seu CPF? A Vivo oferece, em parceria com a Serasa Experian, um serviço inovador que permite que seus clientes recebam notificações via SMS sempre que:

  • Ocorrer uma alteração no status de seu CPF nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa consultar seu nome nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa estiver prestes a negativar o seu nome nas bases de dados da Serasa Experian.
> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para encontrar uma solução para dívidas? Compartilhe!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns