Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Encontrar juros do crédito pessoal favoráveis exige informação

A- A+

Os juros do crédito pessoal são altos. Os mais altos praticados pelo mercado, na verdade.  De acordo com levantamento realizado em maio pelo Banco Central, eles podem variar de 0% a 20,36% ao mês (0% a 824,19% ao ano).

Graças a essa enorme variação, o consumidor precisa estar atento aos juros do crédito pessoal antes de contratar qualquer empréstimo. Pesquisar as melhores taxas de juros e prazos é o primeiro passo do consumidor que necessita desse tipo de empréstimo. Mas especialistas recomendam: o crédito pessoal só deve ser tomado em último caso.

Levantamento de juros do crédito pessoal

O levantamento periódico do Banco Central é um bom começo de pesquisa para quem precisa de um empréstimo. A pesquisa traz uma lista de juros do crédito pessoal praticados em 59 instituições bancárias e financeiras, apresentando uma grande disparidade entre as taxas cobradas.

seudinheiro-juros-do-credito-pessoal

O mais indicado é sempre buscar o crédito pessoal no seu próprio banco. Foto: iStock, by Getty Images

O Banco Sumitomo Mitsui Brasil aparece na lista como a melhor opção em juros do crédito pessoal. Na verdade, as taxas são de 0%. Grandes bancos públicos como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil aparecem em 21º e 23º, respectivamente, com taxas mensais de 3,99% (59,85% ao ano) e 4,30% (65,78% ao ano).

Santander, Itaú Unibanco e Bradesco aparecem em 27º, 28º e 31º no ranking de menores juros do crédito pessoal: 4,57% ao mês (70,93% ao ano), 4,96% (78,73%) e 6,05% (102,44%).

Você vai se interessar por:
Financeira facilita acesso ao crédito; veja se é vantajoso para você
Com menos crédito no mercado, momento exige cautela
Qual o crédito mais comum? Entenda as diferenças entre os 3 principais

Apesar da lista ser atualizada regularmente, nem sempre é possível o consumidor tomá-la como base, já que várias dessas instituições possuem restrições na liberação de crédito pessoal. Nesse caso, as instituições com os menores juros não necessariamente estão disponíveis para todos os consumidores.

Dicas para obter melhores juros do crédito pessoal

De modo geral, bancos costumam ter melhores juros do crédito pessoal do que financeiras. Em compensação, eles são mais exigentes na comprovação de renda e entrega de documentação, por exemplo.

O mais indicado é sempre buscar o crédito pessoal no seu próprio banco. Depois de checar as taxas de juros praticadas pela instituição, o consumidor pode ter uma conversa com o gerente e negociar as taxas e prazos. Essa negociação vai depender, claro, do relacionamento que o cliente já tem com a instituição: bom histórico, movimentação constante da conta corrente, pagamentos em dia e manter possíveis carteiras de investimentos ajudam nessa hora.

No caso de financeiras, os juros mais altos são compensados com menor burocracia e maior rapidez na liberação do crédito. Antes de assinar qualquer contrato, o consumidor precisa ter importantes informações em mãos: juros praticados, prazos de pagamento e valor do Custo Efetivo Total (CET) são dados que precisam estar esclarecidos antes do fechamento do negócio.

Outra informação importante de ser checada é a idoneidade da instituição. Conferir as informações disponíveis nos sites da financeiras e averiguar denúncias em órgãos de proteção ao consumidor podem evitar que o consumidor caia em possíveis fraudes e golpes, principalmente em instituições que prometem crédito pessoal via internet.

Calcular o quanto as parcelas vão afetar no orçamento também é um importante passo antes da contratação do crédito pessoal. Tomar o empréstimo sem condições de pagá-lo só vai piorar a sua situação financeira.

Gostou das dicas de juros do crédito pessoal? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

Empréstimo ou financiamento
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns