Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Empréstimo pessoal vai ficar mais caro em 2015

A- A+

No Brasil, é muito comum que crédito ou empréstimo pessoal seja utilizado como meio de equilibrar as despesas e o orçamento. O sistema de funcionamento é simples: a partir do estabelecimento de um contrato, a instituição financeira concede ao cliente um valor determinado, devolvido com o pagamento de parcelas.

Mas também é preciso arcar com com juros correspondentes ao prazo e valor do empréstimo. E 2015 pode não ser o melhor ano para isso: a economia está em retração, a taxa Selic encontra-se em um patamar muito elevado e a inflação vai bater o teto da meta proposta pelo Banco Central (BC).

De acordo com o boletim Focus, do BC, a projeção é que a Selic, a taxa básica de juros, encerre o ano em 13,50%. Já a estimativa para a elevação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2015 é de 8,25%.

Com a taxa Selic mais elevada, os juros cobrados em empréstimos também sobem. Assim, tomar dinheiro emprestado fica mais caro. Por isso, a melhor providência em 2015 é organizar as finanças para manter o orçamento sob controle e evitar essa remediação com o crédito.

Faça as contas e mantenha o planejamento financeiro sempre em dia, isso evita a necessidade de empréstimo pessoal. Foto: iStock, Getty Images

Mantenha o planejamento financeiro em dia para evitar o empréstimo. Foto: iStock, Getty Images

Planeje para evitar o empréstimo pessoal

Para administrar bem os gastos e poupar, a melhor saída é fazer um controle rigoroso do orçamento. Anote todos os gastos em uma planilha e faça comparativos ao longo dos meses. Com isso, você consegue entender de que modo o seu dinheiro é investido e fica mais fácil cortar despesas que podem não ser tão necessárias assim.

Tente não parcelar suas compras. Se isso não for possível, crie também uma planilha para verificar o valor que está para ser lançado nos próximos meses e evite ultrapassar os números disponíveis para aquele mês. Quanto mais você sair do limite orçamentário, mais risco terá de precisar de um empréstimo pessoal.

Crie metas para o futuro e avalie o quanto será necessário poupar para alcançá-las. Se você seguir um objetivo de conquista, manterá o foco na economia. Também verifique as suas necessidades e prioridades antes de gastar por impulso. No caso do supermercado, por exemplo, fazer uma lista de produtos e alimentos e se deter a ela pode ser um bom começo.

Pague à vista e evite o empréstimo pessoal

Tudo que for pago em dinheiro, no momento da compra, é mais seguro, desde que não ultrapasse os limites já estimados. Pesquise os preços e considere que quem paga à vista pode conseguir ótimos descontos.

As dívidas aparecem porque você perde o controle sobre o seu dinheiro. Não perca a noção do seu salário e lembre que o empréstimo é a substituição de uma dívida por outra, que apenas adia o problema. Estabeleça limites, imponha suas necessidades e valorize as prioridades.

Monitore o seu CPF

Já imaginou um serviço que alerta cada vez que houver consultas ou movimentações em seu CPF? Para quem se preocupa com as dívidas e ter o nome sujo por conta delas, essa é uma opção com o Vivo Alerta CPF. Com ele, o cliente é avisado sempre que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nas bases de dados da Serasa e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado. Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF
Empréstimo ou financiamento
É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado