Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Empréstimo com agiota tem juros altos e nenhuma garantia

A- A+

Quando a dificuldade financeira cresce e você parecer perder o controle sobre ela, surgem as mais diversas ideias para obter dinheiro. Buscar empréstimo com agiota pode aparecer entre elas, muito em razão das facilidades oferecidas. Mas será que vale a pena?

Homem oferecendo empréstimo com agiota.

Organização financeira é fundamental antes de solicitar qualquer tipo de empréstimo. Foto: iStock, Getty Images

Características do empréstimo com agiota

Caso você não saiba o que faz um agiota, aí vai: trata-se de uma pessoa física que empresta dinheiro e cobra juros no pagamento.

Via de regra, não há exigência de comprovação de renda para ceder o montante em dinheiro, o que atrai uma verdadeira legião de pessoas endividadas, procurando uma forma de ajeitar suas finanças.

Por outro lado, como não há regulamentação, os juros são altíssimos – muito maior que dos bancos – tornando uma missão quase impossível pagar a dívida depois.

Não bastasse isso, muitos agiotas exigem bens como garantia de pagamento. Casas e carros são frequentemente deixados nas mãos dessas pessoas.

Mas fique atento: a prática é considerada criminosa. Por lei, qualquer tipo de empréstimo em dinheiro deve ter a autorização do Banco Central. Há, inclusive, previsão de pena com detenção.

Pense antes de recorrer ao empréstimo

Mais do que decidir qual será a fonte do empréstimo, o educador financeiro Sílvio Bianchi alerta que é importante tomar atitudes antes de recorrer ao dinheiro alheio, por melhor que seja a causa.

Passar as contas a limpo

Como regra geral, antes de buscar qualquer empréstimo, é importante se organizar financeiramente. Em outras palavras, é necessário fazer uma faxina financeira: conhecer quanto se ganha e quanto se gasta, até o último centavo.

Assim, é possível identificar desperdícios e despesas supérfluas, que podem ser reduzidas ou eliminadas. Isso permitirá “liberar” um dinheiro que poderá ser utilizado para quitar algumas dívidas.

Liste tudo

Após saber o que está acontecendo com o dinheiro ganho, é momento de listar as dívidas. No topo da relação devem estar aquelas que têm fiador ou uma garantia real – pessoa física ou jurídica, carro, casa – e aquelas com as maiores taxas de juros.

Negocie

Conhecendo o que você ganha, o que gasta e o que sobra, você terá uma ideia clara de como quitar, barganhar e eliminar contas. Essa é a fase da negociação com os credores.

Avalie

Para Bianchi, começar um novo empréstimo só vale a pena quando você sabe quanto terá disponível para utilizar no cancelamento de dívidas. Também é importante destacar quais os débitos que têm fiador e quais têm as taxas de juros mais altas.

A melhor opção para você

O ideal é solicitar um empréstimo com o valor total dessas dívidas, com uma taxa de juros menor e com um prazo que propicie uma parcela mensal que você possa pagar. Entretanto, a melhor opção ao buscar crédito é sempre com uma instituição bancária legalmente constituída e autorizada. O empréstimo com agiota certamente não terá taxas aceitáveis.

Com o dinheiro na mão, é hora de procurar seus credores e negociar um a um. Lembre-se que, quando o pagamento é à vista, a chance de ganhar um bom desconto é grande.

Você vai se interessar por:

Projeta seu nome

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

O que você acha do empréstimo com agiota? Compartilhe essas dicas!

Empréstimo ou financiamento
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns