Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Economize ao visitar os principais pontos turísticos em Curitiba

A- A+

Além de ser uma cidade linda, a capital paranaense pode ser econômica para o visitante. Afinal, alguns dos principais pontos turísticos em Curitiba têm entrada gratuita. Se você está de passagem marcada para esse belo destino, confira as dicas deste artigo para aproveitar o melhor do passeio.

Um dos pontos turísticos em Curitiba

Jardim Botânico: atração incrível com entrada gratuita é uma opção em Curitiba. Foto: iStock, Getty Images

Pontos turísticos em Curitiba para conhecer de graça

Jardim Botânico, Bosque Alemão, Ópera de Arame e Museu Oscar Niemeyer: qual desses pontos turísticos em Curitiba você quer visitar primeiro? Confira detalhes sobre cada um:

Jardim Botânico

São 278 mil metros quadrados de um jardim em estilo francês, com inúmeros exemplares brasileiros e também de outros países. O local, inaugurado em 1991, faz uma homenagem à urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, levando seu nome.

Além da parte externa, há diversas plantas protegidas por estufas de ferro e vidro – que, por sua vez, também são consideradas obras de arte. A principal delas conta com duas abóbadas em estilo art nouveau, e foi inspirada no Palácio de Cristal de Londres, do século XIX.

Se você for até lá, não deixe de atravessar o Jardim das Sensações. Trata-se de um túnel verde, onde o contato com plantas de diferentes formas, texturas e aromas é capaz de testar os sentimentos dos visitantes. A entrada é gratuita.

Bosque Alemão

O lugar é encantador e, para quem visitar a cidade com crianças, a passagem por lá torna-se obrigatória. O antigo sítio, que pertencia a uma família de imigrantes, transformou-se em ponto turístico em 1996. São 38 mil metros quadrados de mata nativa densa e repleta de atrações.

Ao fazer uma trilha pelo bosque, o visitante se depara com o Oratório Bach – uma réplica de igreja presbiteriana em estilo neogótico. Ela possui uma passarela que leva ao mirante, onde se tem uma vista panorâmica da cidade.

Esse mirante fica no topo da Torre dos Filósofos – em homenagem aos pensadores alemães – sendo que, na descida, o turista já adentra a trilha João e Maria, lugar que recria o conto dos Irmãos Grimm e dispõe de uma biblioteca infantil. Ao fim da trilha, tem a reprodução da fachada da Casa Milla, símbolo da arquitetura alemã em Curitiba. A entrada é franca.

Ópera de Arame

Trata-se de um teatro, inaugurado em 1996, com uma arquitetura totalmente diferenciada. São 360 toneladas de aço (em forma de tubos), recobertos com placas de policarbonato. Por ser totalmente transparente, e devido aos tubos, passa a impressão de ser de arame. O espaço, projetado pelo arquiteto Domingos Bangestabs, foi construído em apenas 75 dias.

Fica próximo à Pedreira Paulo Leminski e, juntos, formam o Parque das Pedreiras. Para visitá-lo, é preciso assistir a um espetáculo, mas vale dar uma passadinha em frente para conferir a obra. Há 2,4 mil bancos de tela de arame em seu interior, mas recentemente a entrada foi limitada a mil pessoas, com a finalidade de preservar a estrutura.

Museu Oscar Niemeyer

Projetado pelo arquiteto que empresta seu nome à obra, não se pode deixar Curitiba sem conhecê-lo. Não apenas pelo seu conteúdo, mas também por sua arquitetura exuberante, como se pode esperar de um ícone deste segmento.

O primeiro prédio foi projetado em 1967 para sediar um instituto de educação. Mais tarde, quando transformado em museu, foi construída a Torre, também chamada de Olho. Ao todo, são 35 mil metros quadrados de área.

Os ingressos no local são acessíveis (R$ 12 ou R$ 6 pela meia entrada), mas você nem precisa pagar nada para conhecer o espaço. Toda quarta-feira, o museu abre suas portas gratuitamente, das 10h às 18h, com programação especial. O mesmo ocorre na primeira quinta-feira de cada mês, a partir das 18h. Já aos domingos, há oficinas livres e atividades especiais até às 18h.

Você vai se interessar por:

Encontre sua passagem no Vivo Compras

Já decidiu qual dos pontos turísticos em Curitiba mais agrada? Então, é hora de pesquisar preços e programar suas férias. E para isso o Vivo Compras pode ser um excelente aliado: o portal ajuda a encontrar as passagens aéreas mais baratas, os pacotes turísticos de melhor custo-benefício e as opções de hospedagem que cabem no seu bolso.

Seu cartão para os gastos na viagem

Se você quer um cartão para pagar por seus gastos durante a viagem para Curitiba, é só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências. Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza.

Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Qual dos pontos turísticos em Curitiba é seu preferido? Comente e compartilhe!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito