Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Economia sob demanda: entenda o que é e conheça serviços

A- A+

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar em economia sob demanda, mas provavelmente já se beneficiou dela. Se você já entrou em alguma rede social com algum fim específico como alugar um imóvel, comprar e vender objetos ou qualquer outra coisa que precisar, você já pode ser considerar um usuário deste novo modelo de negócios.

Negócios sob demanda

Conforme o site Business Insider, a economia sob demanda pode ser definida como uma atividade econômica criada por empresas de tecnologia, capazes de atender uma necessidade do consumidor com a provisão imediata de bens e serviços.

Ou seja, uma atividade que você levava dias para realizar, como pesquisar o preço de aluguel de imóveis, agora pode ser realizada em poucos minutos sem sair de casa. E, mais do que isso, você pode concluir toda a transação via internet.

economia sob demanda_uber_divulgação

Uber conecta passageiros e motoristas através de um aplicativo para smartphone. Foto: Uber, Divulgação

 

Empresas que despontam na economia sob demanda

Airbnb

A rede social que coloca locatários e inquilinos em contato direto é hoje um dos maiores expoentes da economia sob demanda. Com uma base de dados capaz de oferecer qualquer tipo de imóvel temporário que o usuário procura, ficou conhecida não apenas pela agilidade, mas pela credibilidade que conseguiu desenvolver. Isso graças ao formato do perfil usado na rede, que permite comentários após a realização do negócio.

Uber

Sabe aqueles aplicativos que você usa para chamar um táxi? O Uber funciona da mesma forma, com a diferença de que não atende somente os passageiros, mas também os motoristas, que podem se candidatar a uma vaga. Assim, o usuário solicita e paga pelo celular, enquanto o motorista recebe a comissão da empresa, com base na duração da corrida e no tempo.

Lyft

Na mesma onda da Uber, a Lyft é uma das marcas mais conhecidas no sistema também chamado de carona remunerada. Ela surgiu da ideia de dois sócios que, para suprir a falta de táxis em San Francisco (Estados Unidos), resolveram oferecer remuneração a pessoas comuns que tivessem lugares sobrando em seus carros. Assim, caroneiro e motorista saem ganhando.

Homejoy

A economia sob demanda também chegou aos serviços de limpeza. Muitas pessoas já esqueceram como é ligar para uma diarista e marcar o horário da faxina. Agora, já é possível fazer toda a solicitação online através de empresas como a Homejoy. Você preenche a escala de horários no site a empresa manda um profissional com todos os equipamentos e produtos de limpeza.

Helpling

Semelhante à Homejoy, o Helpling é um aplicativo de celular onde você informa a quantidade de cômodos, seus dias e horários disponíveis e solicita o serviço de faxina.

Postmates

A economia sob demanda também chegou à logística, e sobre duas rodas. Essa transformação de mercado foi viabilizada pela Postmates, que promete fazer qualquer entrega do comércio e serviços locais em UMA hora, com entregadores que se deslocam de bicicleta. Além de ser um meio sustentável, também resolve o problema do trânsito das metrópoles.

Cartões de crédito com benefícios

Para contratar qualquer um desses serviços, você precisa de um cartão de crédito, que é o principal meio de pagamento. Se você ainda não tem um, a Vivo oferece cartões em parceria com os bancos Santander e Itaú. Além de fazer suas compras, você também acumula pontos para para trocar por bônus de ligações.

Clientes Vivo Pós também acumulam pontos no programa Vivo Valoriza, que podem ser revertidos em descontos para diversas opções de entretenimento como shows, teatro e cinema, além de lojas e restaurantes.

> Cartão de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas de economia sob demanda? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
vale a pena comprar um videogame
LG X Screen
relógio ou celular
vale a pena comprar celular muito barato
vale a pena comprar celular top de linha