Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Economia doméstica é assunto para toda a família

A- A+

Para quem quer mais equilíbrio nas finanças, a economia doméstica é assunto fundamental. Mas para que ela dê certo, o primeiro passo é o engajamento de todos os membros da família.

Afinal, de nada adianta uma pessoa seguir as orientações e as outras não se importarem com os gastos. Quer controlar melhor o orçamento? Então, conheça algumas atitudes que são fundamentais nesse processo.

Todos são responsáveis pelas finanças. Foto: iStock, Getty Images

Todos são responsáveis pelas finanças. Foto: iStock, Getty Images

O que é economia doméstica?

Considerada uma forma de organizar e planejar o orçamento da casa, a economia doméstica é feita com a administração de todas as contas, sem exceções.

Por isso, cada membro da família deve saber o que consome, quanto gasta e onde investe seu dinheiro, compartilhando todas as informações com os demais.

Para o educador financeiro Pedro Braggio, o planejamento financeiro pode ser comparado a um trabalho artesanal.

“Você tem um punhado de argila nas mãos, imagina o que quer criar com a matéria-prima e molda o material à sua maneira até obter um belo vaso ou escultura”, cita.

Segundo Braggio, para alcançar o resultado desejado num trabalho assim, é preciso ter zelo, disciplina e perseverança. “Nas finanças, a relação é a mesma”, contextualiza.

É esse planejamento que a economia doméstica exige, pois essa é principal maneira de saber quais são as receitas e as despesas, sejam elas com gastos fixos, parcelamentos, ou supérfluos. Assim, fica mais fácil economizar e fugir das dívidas e dos juros.

Como estabelecer a economia em casa?

As formas de trazer a economia doméstica para a sua rotina são muitas, basta compreender qual delas se adequa melhor ao estilo de vida de sua família.

Para o empresário e administrador especializado em finanças Altemir Farinhas, não importa se a organização é feita em uma folha de papel, planilha do Excel ou celular. O fundamental é não fazer uma lista de despesas, mas ter um controle detalhado, separando tudo por categorias e que possibilite conhecer a real dimensão da situação financeira.

Garantir que todos tenham acesso ao controle de gastos é a principal forma de fazer com que participem e estejam cientes do quanto é necessário poupar e em que momento. Reuniões periódicas para discutir o quanto está entrando e saindo de dinheiro dentro de casa é outro passo importante.

“Observo muitos casos em que falta o molde financeiro, ou seja, falta adequar receitas e despesas de uma forma que seja eficaz”, explica Braggio. Por isso, o educador financeiro ressalta que é indispensável ter sempre em mãos os três últimos históricos do planejamento financeiro. Do contrário, as decisões tomadas podem ser baseadas em suposições que não se comprovam na prática.

Compre com descontos

Para quem quer um orçamento familiar mais equilibrado, contar com descontos é sempre uma boa opção. Então conheça o Vivo Descontos. Com esse serviço, você terá direito a muitos cupons de desconto e promoções em restaurantes e lojas das melhores marcas do Brasil. Na primeira semana, não se paga nada, e após o fim desse período é cobrado R$ 2,99 por semana.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Gostou das dicas sobre economia doméstica? Compartilhe!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
quanto custa um seguro de vida
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet