Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Economia ajuda a definir cidades do mundo com melhor qualidade de vida

A- A+

O que é determinante para uma região ter melhor qualidade de vida na comparação com outra? O acesso a serviços básicos, saúde e educação é importante, certamente. Mas uma relação com as melhores cidades do mundo para se viver lembra do peso econômico no bem-estar da população.

As melhores cidades do mundo para se viver

O ranking da Mercer, empresa de consultoria de recursos humanos, que chegou à sua 18ª edição, reúne 230 cidades de diferentes países. Pela sétima vez, a austríaca Viena figura no topo, sendo seguida pela suíça Zurique e pela neozelandesa Auckland.

Já o Brasil é representado por quatro cidades no ranking: Brasília (106º), Rio de Janeiro (117º), São Paulo (121º) e Manaus (125º). A capital federal se manteve na posição em que estava na edição anterior, enquanto as demais cidades brasileiras subiram um posto no ranking cada uma.

Viena entre as melhores cidades do mundo

Viena, na Áustria, lidera mais uma vez o ranking das melhores cidades para viver. Foto: iStock, Getty Images

A pesquisa analisou 450 cidades do mundo e levou em consideração dez aspectos que englobam várias esferas de desenvolvimento humano. São eles:  

  • Ambiente econômico: serviços bancários e troca de moeda
  • Ambiente político e social: referente a leis, crimes e estabilidade política
  • Ambiente sociocultural: liberdade de expressão, censura e disponibilidade a informação (mídia)
  • Educação e escolas: nível de escolaridade
  • Transporte público e acesso a serviços básicos: congestionamento no trânsito e acesso a água, luz e afins
  • Saúde pública: poluição do ar, acesso a hospitais e afins
  • Lazer
  • Bens de consumo
  • Habitação
  • Ambiente natural: desastres ecológicos e clima.

Ambiente econômico x qualidade de vida

De acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Brasileiro, divulgado em 2013 e realizado pela ONU a cada dez anos, o Brasil tem apresentado um crescimento na renda per capita, o que não significa que não exista desigualdade social e concentração de renda.

O ambiente econômico interfere diretamente na qualidade e expectativa de vida do indivíduo, pois determina a acessibilidade a serviços básicos, como escola, saúde, segurança, transporte público, disponibilidade de emprego, bens e serviços.

Com um ambiente econômico mais favorável, o número de inadimplentes no país caí e mais possibilidades de crédito, compra e venda se abrem no mercado tanto para empresas quanto para a população. Ou seja, a economia do país não fica estagnada.

São abertos novos horizontes quando o poder aquisitivo da população aumenta. A alimentação, por exemplo, passa a não ser o principal gasto da família e, com isso, seus integrantes desfrutam de atividades que antes não estavam ao seu alcance, como ir a um restaurante ou viajar.

Ainda que Manaus esteja entre as cidades brasileiras mais bem colocadas no ranking publicado pela Mercer, a região metropolitana da capital amazonense, composta por oito municípios, apresenta o pior indicador social e econômico do pais, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) realizado em 2015.

Você vai se interessar por:

Economia ao seu alcance

Se você quer pagar as contas de uma forma prática e dentro do seu limite financeiro, o Vivo Zuum é uma excelente opção. Trata-se de uma conta corrente inteiramente gerenciável por celular, que permite o pagamento de boletos, transferências e recargas de celular. Se preferir adquirir o Cartão Vivo Zuum, você ainda pode fazer saques e compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou de conhecer a relação das melhores cidades do mundo. Opine e compartilhe o artigo!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria