Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Dólar x euro: O que é melhor levar para viagem internacional?

A- A+

Com a elevação do câmbio das moedas estrangeiras, na hora da viagem internacional fica a dúvida: qual a melhor moeda para se levar, dólar ou euro? Com a alta do dólar, a moeda norte-americana está quase equiparada com o euro. Enquanto o dólar está cerca de R$ 3,20, o euro lave R$ 3,60.

Antes de escolher o destino e arrumar as malas, o viajante precisa então decidir se ele prefere gastar com dólar ou euro. Ambas as moedas são fortes, mas elas têm conversão acessível na maior parte dos países?

Dólar x euro

Dólar x Euro? Se a dúvida entre os países a serem visitados nas férias estiver dependendo da cotação das duas moedas, as duas possuem cotação forte e preços equiparados, com a moeda norte-americana um pouco mais econômica do que a da União Européia.

seudinheiro-dolar-x-euro

O mais recomendado é pesquisar em sites de viagens antes de viajar. Foto: iStock, Getty Images

Com os valores entre dólar e euro quase equivalentes, cabe a turista escolher o melhor destino: Estados Unidos ou Europa. “Se o turista tem preferência pelo país norte-americano, obviamente o mais recomendado é levar dólar”, afirma Leoni Rossi, diretor de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). “Caso a preferência seja pelo velho continente, o turista deve optar mesmo pelo euro”. De acordo do Rossi, a preferência do viajante em relação às férias é que vai mesmo definir o destino e qual a melhor moeda para se levar.

A maior dúvida é mesmo no caso de viagem para outros países com moedas próprias que não são nem o dólar ou o euro, caso da América Latina. “Nesse caso, o dólar, muitas vezes, é a melhor opção, porque tem a cotação um pouco menor e é aceito mais universalmente do que a moeda européia”, aponta. Mas alguns países não praticam o dólar, então, nesse caso, levar euro pode ser mais vantajoso.

Antes de planejar qualquer viagem, o turista deve pesquisar sobre quais as moedas estrangeiras são praticadas no país que ele deve viajar. O mais recomendado é pesquisar em sites de viagens e checar as cotações do dólar e euro antes de tomar qualquer decisão.

Dólar x euro: outros meios de pagamento

Para quem não quer levar muito dinheiro em espécie, independente de dólar ou euro, uma boa opção são os cartões de crédito internacionais ou os cartões pré-pagos. “As duas opções facilitam a vida do viajante, já que ambos os tipos de cartões são amplamente aceitos em vários estabelecimentos”, conta Rossi.

No caso do uso de cartão internacional, as compras e saques são descontados apenas na fatura do plástico. Os cartões pré-pagos precisam ser abastecidos antes de qualquer viagem, e as compras e saques são debitadas automaticamente no saldo do plástico.

Uma desvantagem do uso dos dois tipos de cartões em relação ao dinheiro é a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). A alíquota do imposto é de 6,38% sob cada compra ou saque realizado.

A diferença entre o cartão de crédito e o pré-pago é que o IOF do primeiro só é cobrado na fatura, estando sujeito à cotação da moeda, geralmente dólar, na data do vencimento. No caso do cartão pré-pago, o IOF referente à compra ou saque é descontado já no momento da transação.

Gostou das dicas de dólar x euro? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

viagem econômica para a Disney
como economizar na limpeza
o que é fluxo cambial
taxa Ptax
imposto para compras no exterior
passo a passo do processo de exportação