Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Dívidas em casa? Supere o endividamento familiar em 4 passos

A- A+

Cartão de crédito no limite, contas vencidas e saldo no vermelho. O endividamento familiar é cada vez mais frequente entre os brasileiros – são 59 milhões de inadimplentes., segundo estimativa da Serasa Experian divulgada em janeiro. Para contornar esse cenário, é preciso avaliar a situação financeira com todos os membros da casa e promover uma mudança de hábitos. Mas, afinal, como fazer isso?

Compromisso de todos

Se você está nessa busca, primeiro, é preciso entender que a missão de tirar a família do vermelho deve ser compartilhada por todos. Com a taxa Selic, que comanda os juros praticados no país, no patamar mais alto em nove anos (14,25%), o endividamento corrói as finanças dos devedores, exigindo a dedicação de todos os familiares.

Por isso, o primeiro passo é reunir a família para uma conversa franca. Não tenha medo de expor a situação financeira e explique como cada integrante pode – e deve – contribuir para reverter o quadro negativo.

Do filho ao avô, é importante que todos estejam atentos às finanças. Do contrário, o esforço de um será anulado pela displicência de outro. É hora de conversar sobre dinheiro e estabelecer metas coletivas.

Casal avaliando o endividamento familiar.

Falar sobre dinheiro e assumir dívidas é primeiro passo para sair do vermelho. Foto: iStock, Getty Images

Como fugir do endividamento familiar

A seguir, reunimos quatro dicas para vencer o endividamento familiar e colocar as finanças da casas em dia. Confira:

1. Assuma o controle

Faça uma análise das receitas e despesas da família, incluindo todos os membros que a compõem. Coloque no papel todos os gastos diários, divida por categorias e descubra para onde vai o seu dinheiro.

Com essa informação em mãos, você consegue traçar uma estratégia. Estude os valores e defina onde é preciso poupar. Por meio dessa técnica, você talvez perceba que seu filho gasta R$ 50 mensais na cantina da escola, quando poderia estar levando o lanche de casa. Na hora de sair do vermelho, cada despesa é relevante.

2. Defina prioridades para todos

Quando a família está endividada, é preciso cortar luxos e ater-se ao essencial. Do que você realmente precisa? O que pode ser deixado de lado até as finanças melhorarem? Sua tarefa é eliminar excessos e agir com racionalidade. Aqui, cada membro precisa abrir mão de um pouco de luxo ou conforto para o bem coletivo.

3. Renegocie as dívidas

Se você apresentar um plano de ação para o gerente do seu banco e os credores, talvez eles aceitem diminuir os juros impostos. É preciso mostrar que sua família está empenhada em saldar as dívidas e não pretende continuar com o dinheiro do banco – tampouco se tornar inadimplente. Use sua capacidade de persuasão e valorize todo e qualquer desconto concedido.

4. Evite novos endividamentos

Recorrer a um empréstimo para pagar uma dívida costuma gerar uma bola de neve nas suas finanças. Nesse momento de dificuldade, dê preferência para compras à vista, pechinchando um desconto considerável. É hora de frear o consumo, porque atrair mais juros pode colocar tudo a perder.

Endividamento familiar cresce no Brasil

O ano de 2015 encerrou com más notícias para o consumidor brasileiro. De acordo com pesquisa de abrangência nacional realizada pela Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), a proporção de famílias que se declaram endividadas chegou a 61,1% em dezembro.

Isso significa que seis em cada dez entrevistados responderam que suas famílias possuem dívidas em itens como cheques pré-datado e especial, cartão de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal e prestação de carro e seguro.

Na cidade de São Paulo, centro econômico do país, a situação se repete. Pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) divulgada no início de janeiro revelou que a quantidade de famílias paulistanas com dívidas chegou a 1,7 milhão, registrando um aumento de cerca de 250 mil famílias em 2015.

Você vai se interessar por:

Evite ser negativado

Se a sua casa convive com o endividamento familiar, é importante conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para vencer o endividamento familiar? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças