Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Dinheiro vivo perde espaço para outros meios de pagamento

A- A+

O avanço da tecnologia e a adoção de novos meios de pagamento gera um efeito imediato na circulação de cédulas e moedas. Ao realizar seus pagamentos no dia a dia, deve perceber que há menos dinheiro vivo passando de mão em mão.

E não são apenas os cartões de débito e de crédito os responsáveis por esse mudança. O dinheiro em espécie ganhou novos concorrentes e até mesmo o celular vem sendo utilizado para essa finalidade.

Dinheiro vivo tem perdido espaço em pagamentos.

Menor segurança é uma das razões para evitar o dinheiro em espécie. Foto: iStock, Getty Images

Razões para substituir o dinheiro vivo

Entre os motivos para preterir o dinheiro vivo, a facilidade e a segurança ganham destaque. Isso sem falar na praticidade. Como a maioria dos trabalhadores recebe o pagamento em conta bancária, não é mais preciso andar dinheiro no bolso. Saiba mais sobre cada uma dessas razões:

Segurança

Com a crescente insegurança, sobretudo nas grandes cidades, a perda ou roubo de um cartão de débito ou crédito não é um caso perdido. Ao contrário do dinheiro, tem como reverter a situação. Basta comunicar a operadora, bloquear o cartão o o seu bolso está a salvo.

Praticidade

O cartão pode ser usado na hora que você quiser e no valor que você quiser. A correria de procurar um caixa eletrônico para sacar dinheiro praticamente acabou. Além disso, dependendo do valor do pagamento que se pretende fazer, é mais seguro usar o chamado dinheiro de plástico.

Comodidade

Com os benefícios oferecidos por muitas operadoras de cartão, o consumidor enxerga muitas vantagens em seu uso. As milhas que geram pontos para troca por viagens são o maior exemplo.

Alternativas tecnológicas ao dinheiro vivo

Fora os cartões de crédito e débito, novos meios de pagamento surgem a todo instante, incentivando que o dinheiro vivo permaneça por mais tempo no banco. O home banking, que permite fazer transferências, pagamentos e outras operações bancárias pela internet, pode ser considerado pioneiro na revolução dos pagamentos. Mas outras ferramentas já surgiram.

Com o tempo, veio o PayPal, que é líder mundial em transferências de valores. Esse sistema, que logo ganhou concorrentes, foi adotado por milhares de e-commerces para garantir a segurança das transações. Continua em alta hoje, mas não é o meio mais moderno.

Atualmente, já existem diversos aplicativos de pagamentos que funcionam de forma tão simples que mais se assemelham a uma rede social. É o caso do ApplePay, da gigante Apple. Ele permite a finalização da compra por meio do leitor de impressão digital dos iPhones. Atualmente, o serviço só funciona nos Estados Unidos.

A própria PayPal embarcou nessa com o PayPal Check-In, um app com o mesmo conceito do famoso Foursquare, ou seja, utiliza o GPS do smartphone para a localização do usuário. Assim, o consumidor realiza o check-in em um estabelecimento comercial e, imediatamente, o vendedor é notificado, recebendo uma foto e as informações de perfil do comprador.

Com toda essa tecnologia, que torna as operações cada vez mais simples, a consultoria americana Gartner estima que as transações com smartphones chegaram a US$ 235 bilhões em 2014. A tendência é triplicar esse montante em três anos.

Você vai se interessar por:

Quais são as formas de pagamento mais vantajosas para o consumidor?

Descubra meios de pagamentos e qual a melhor hora para usar

Brasileiro usa mais o cartão, mas mantém algum dinheiro no bolso

Mantenha-se informado

Se você gosta de estar bem informado, que tal contar com uma central disponível 24 horas por dia, 7 dias da semana, para saber informações e realizar pequenos serviços? Com o Vivo Informa, você pode obter indicação e realizar reservas em restaurantes e casas noturnas, além de comprar ingressos para shows e espetáculos, por exemplo. É só ligar para *365 e começar a aproveitar esse serviço.

> Vivo Informa: Receba tudo sobre tempo, horoscopo, trânsito e mais

Você ainda é adepto do dinheiro vivo? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria