Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Dinheiro é principal motivo dos casos de divórcio

A- A+

As contas a pagar se acumulam, a possibilidade de novas compras diminui e aos poucos os assuntos relacionados às finanças passam a estar no centro das discussões do casal. De acordo com pesquisa realizada no ano passado pela Kansas State University, dos Estados Unidos, essa é situação comum e também o principal motivo de divórcio.

Após acompanhar 4,5 mil casais, o estudo revelou não apenas que os assuntos financeiros estão no topo dos motivos que levam à separação, como também resultam em brigas mais intensas e diminuem a satisfação que o casal encontra no relacionamento.

5 dicas para evitar que o dinheiro leve ao divórcio

Quando os problemas financeiros aparecem e fazem parte da rotina, pode ser mais difícil manter o relacionamento longe das brigas. Mesmo quando as dívidas não são uma realidade, mas não há transparência sobre o assunto, as discussões tendem a aparecer.

Para evitar discussões mais tarde, a saída é manter um espaço para diálogo. Não sabe por onde começar? Confira as dicas do do coach Rodrigo Marroni:

Conheçam o orçamento: para que as contas possam ser divididas de maneira justa, é importante que cada um saiba o quanto o outro ganha. Desse modo, também fica mais fácil fazer planos para investir o dinheiro que sobra ao fim de cada mês

Conversem sobre dinheiro sempre que possível: falar sobre dinheiro pode ser um problema quando a situação já está complicada, mas quando a prática é realizada desde o início, ajuda a evitar desentendimentos sobre valores gastos ou mesmo sobre como reagir em casa de imprevistos

Crise pode abalar o casal mais que o fim do amor. Foto: iStock, by Getty Images

O dinheiro é a principal fonte de discussões que levam ao divórcio, por isso é preciso conversar sobre ele. Foto: iStock, Getty Images

Procurem soluções juntos: ao invés de trocas de ofensas e de tentar achar um culpado para os problemas financeiros, é mais saudável que o casal busque em conjunto uma solução para os desafios que aparecem. Isso significa encontrar apoio um no outro e também ideias para sair de uma situação difícil – e não apenas quando o assunto é o dinheiro

– Saibam quais são os sonhos um do outro: às vezes um sonha em juntar dinheiro para construir uma casa maior e o outro quer viajar pelo mundo. É normal que os objetivos nem sempre sejam os mesmos, mas a partir do diálogo é possível conciliá-los ou mesmo achar uma saída criativa, que não gere desgastes.

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as contas do lar e evitar que as finanças se tornem motivo de briga, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer aprender a usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você receberá mensagens e participará de jogos que lhe ajudarão a utilizar o seu dinheiro de uma maneira inteligente, controlar seus gastos e poupar. E você ainda concorrerá a sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Gostou das dicas para evitar que o dinheiro seja um problema na sua relação? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Casal melhora as finanças pessoais
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label