Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Dia difícil? Não use as compras como uma válvula de escape

A- A+

Ter um dia difícil não é, digamos assim, um privilégio. Ninguém está imune a uma discussão em família, um acidente de trânsito ou um problema no trabalho. A diferença está na forma como encaramos isso. Ou não.

Um estudo divulgado há alguns anos pela Harvard Medical School mostra que uma pequena parte do cérebro, a amígdala cerebral, é responsável por lidar com emoções diversas, gerando reações de medo, raiva ou mesmo formas de compensação.

São essas reações automáticas – que atuam antes mesmo do lado racional – que geram reações automáticas como, por exemplo, praguejar ao deixar cair um objeto pesado sobre o seu pé. Quem nunca fez isso, que atire a primeira pedra.

Da mesma forma que você reage automaticamente com palavras mais pesadas diante de um imprevisto, esse pequeno pedaço do cérebro pode fazer uma compensação, por exemplo, nas compras. Sim: diante de um dia difícil, pode surgir um imenso desejo de comprar, ainda antes que seu lado racional se manifeste.

Mulher tendo um dia difícil com o cartão de crédito.

Acredite: seu cérebro pode enganar você por meio de impulsos consumistas. Foto: Shutterstock

Como escapar de um dia difícil?

Não existe receita de bolo, claro, para escapar dos infortúnios que podem ocorrer no dia a dia de qualquer mortal. Mas você pode se prevenir de gastar mais que o necessário e, sobretudo, de comprar objetos que talvez nem sejam utilizados depois.

Embora a reação provocada pela amígdala cerebral (a mesma que faz você ficar imóvel ante uma situação de perigo) surja antes do seu lado racional, é possível controlá-la. E a forma é a mais indicada para evitar despesas extras: pense duas vezes antes de agir.

Isso não significa que cartão de crédito, talão de cheques ou dinheiro na sua carteira irão evaporar tão logo você tenha um problema. Mas do momento do ocorrido até que você tenha tempo hábil para chegar ao shopping mais próximo, é melhor refletir sobre a situação e agir de maneira a resolver o problema em vez de compensar.

Você vai se interessar por:

Precisando de motivação? Veja como resistir

Ok, você teve um dia difícil – daqueles para ninguém colocar defeito – e acha que merece um smartphone novo, último modelo (aquele que foi lançado semana passada). Pode ser que mereça mesmo, mas lembre-se que quem vai pagar por essa compensação é você. Se está difícil manter o autocontrole, veja três dicas:

1. Reflita sobre o dia

Se você teve momentos complicados, seja em casa ou no trabalho, reflita sobre essa situação e como resolvê-la de forma direta. Vale mais a pena “cortar o mal pela raiz” do que arranjar um segundo problema.

2. Cheque suas despesas mensais

Adote o hábito de checar seu controle de despesas antes de fazer qualquer compra que não esteja nos seus planos. Ver quanto você tem em caixa (ou quanto vai faltar) sempre ajudar a frear os impulsos consumistas.

3. Pense no seu sonho

Seja lá qual for o seu sonho – um carro novo, um intercâmbio ou trocar de casa – lembre-se que ele ficará mais distante se você tiver mais prestações a pagar nos meses seguintes.

 

Você tem mais uma boa dica para encarar um dia difícil? Deixe seu comentário.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito