Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra se é possível viver de dividendos após a aposentadoria

A- A+

Um assunto que preocupa muitos brasileiros é como será a vida após a aposentadoria. Muita gente cogita a ideia de viver de dividendos, as ações de empresas, mas não sabe por onde começar. Realmente pode não ser um caminho fácil, mas também não é impossível.

Para investidores que gostam de contar com um rendimento periódico, o mercado de dividendos (parte do acionista no lucro da empresa) é uma opção interessante. Afinal, é uma forma de obter lucro constante – no Brasil, as empresas devem distribuir aos sócios 25% do lucro.

Viver de dividendos

Investidor deve avaliar a rentabilidade das empresas com ações disponíveis. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para viver de dividendos

Informações sobre os rendimentos

Mais do que saber quanto uma empresa paga por seus dividendos, é importante conhecer suas características e saber com que periodicidade ela faz essa distribuição. Pode ser mensal, trimestral, semestral ou até anual.

Avaliação da empresa

Quem deseja viver de dividendos precisa saber sobre o histórico da empresa e a expectativa sobre suas ações, pois o resultado final – ou seja, o valor do dividendo – é dividido pelo preço real da ação.

Mas é preciso saber quais empresas estão em baixa e quais estão em alta. A análise é criteriosa e não pode levar em conta somente os rendimentos.

Histórico de pagamentos

Ainda que a empresa esteja valorizada no mercado, é importante conhecer o seu histórico de pagamentos. Ela pode estar realizando o pagamento corretamente agora, mas é preciso pesquisar um pouco e saber se sempre foi assim. Algumas empresas fazem a distribuição correta num ano e, no seguinte, começam a falhar.

Número de ações

Conforme especialistas, uma carteira de dividendos deve ter entre cinco e oito ações diferentes. Assim, é possível analisá-los melhor e fazer uma revisão anual na posição de investimentos.

Longo prazo

Para garantir o sucesso dos seus dividendos, o mais indicado é escolher uma carteira de longo prazo. Dessa forma, não é preciso se preocupar com oscilações em curto prazo. Sua única atenção será com a distribuição aos acionistas, e não com as variações.

Credibilidade da empresa

Parece óbvio, mas não custa reforçar. Para investir nas ações de uma empresa, procure aquelas com maior credibilidade. Também é importante apostar naquelas cujos negócios já estão consolidados e que não precisam desembolsar altas quantias para mantê-los.

Você vai se interessar por:

Segredo para obter retorno financeiro nos investimentos é diversificar

Diversificar em ações traz força e segurança à carteira do investidor

Saiba o que é um fundo de ações e como investir

Planeje a sua aposentadoria

Para chegar à aposentadoria com tranquilidade, além de fazer o investimento correto para viver de dividendos, é importante planejar-se. Educadores financeiros são unânimes no entendimento de que, quanto antes começar a poupar, melhor será o futuro.

Como exemplo, estime um depósito mensal de R$ 100 na caderneta de poupança (um investimento de perfil conservador). Se você começar com 18 anos, chegará aos 60 com um saldo de R$ 460 mil, considerando um rendimento de 0,7% ao mês. Se adiar um pouco e iniciar aos 40, juntará bem menos: R$ 60 mil.

 

E você? Vai apostar na ideia de viver de dividendos? Deixe seu comentário.

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças