Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra qual é a hora certa para abrir um negócio próprio

A- A+

“Nesta semana vou encaminhar os papéis”, “do mês que vem não passa”, “no próximo ano eu largo tudo e começo de verdade”. Empreender não é uma decisão fácil, ainda mais quando implica abrir mão de um emprego consolidado. Nesse período de hesitação, ter confiança sobre qual é a hora certa de abrir um negócio próprio pode ajudar a tirar a empresa do papel.

Além de descobrir o melhor momento para se despedir do patrão e aderir ao empreendedorismo, é importante estar ciente dos riscos que corre ao pular etapas e antecipar o início da empresa. Pronto para começar?

Qual é a hora certa

Pressa costuma ser inimiga dos negócios em sua fase de início de operações. Foto: iStock, Getty Images

Qual é a hora certa de empreender?

Para responder a essa pergunta, o primeiro passo é refletir sobre a sua vida e analisar dois aspectos principais: o lado profissional e o ambiente familiar. Vamos entender melhor?

Lado profissional

Há quem empreenda por oportunidade, ao identificar o potencial de um negócio e uma demanda não atendida. Mas a maioria das pessoas decide abrir uma empresa devido a um descontentamento com a carreira, seja pela falta de perspectivas ou pela baixa compensação financeira.

Você precisa analisar seu emprego atual e avaliar as oportunidades de crescimento – ou a falta delas. Em que patamar você pode chegar nos próximos cinco anos? Essa posição é suficiente para você? Nenhuma outra empresa seria capaz de atender aos seus desejos?

Antes de empreender, você precisa ter plena convicção de que gerir um negócio próprio é a melhor escolha para sua vida profissional.

Ambiente familiar

Se você acabou de ter um filho, talvez não valha a pena largar um emprego consolidado, com benefícios como plano de saúde para toda a família. É preciso analisar com cuidado os riscos que essa decisão implica.

Além disso, empreender significa, no início da trajetória, trabalhar mais do que quando você estava empregado. Todas as decisões caem na sua mesa, por isso não pense que você poderá trabalhar quando quiser e que os outros farão o trabalho no seu lugar.

É preciso assumir o compromisso de batalhar para o crescimento da empresa, e isso vai exigir sua atenção até mesmo fora do horário comercial. Você está disposto a sacrificar um tempo com a sua família e a enfrentar as consequências dessa decisão?

Planejamento empresarial é importante

Agora que você já analisou sua vida profissional e familiar, é hora de planejar a empresa. Em que área você vai investir? Há como comprovar a demanda? O negócio é financeiramente viável? Quem serão os fornecedores e os clientes? Qual é a sua concorrência e quão forte ela é?

Essas são apenas algumas das perguntas que você precisa responder antes de tomar a decisão de abrir uma empresa. Para simplificar esse processo, a dica é montar um plano de negócios com o auxílio de um consultor empresarial. Dessa forma, você tem a certeza de que analisou todos os critérios mais importantes para o sucesso da empresa.

Depois de passar por todas essas etapas, com a vida pessoal resolvida e o plano de negócio em mãos, finalmente você pode afirmar que chegou a hora de empreender. Mas lembre-se: isso não garante o sucesso. Dedicação, estudo e força de vontade são fundamentais para tocar a empresa e alcançar a tão sonhada independência financeira.

Você vai se interessar por:

Afobação pode custar caro

Empreender está no sangue dos brasileiros. É o que aponta um levantamento realizado pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM) e divulgado em 2015. De acordo com o relatório, três em cada dez brasileiros adultos com idades entre 18 e 64 anos possuem uma empresa ou estão envolvidos com a criação de um negócio próprio.

Comparado aos países que compõem o Brics, o Brasil possui a maior taxa de empreendedores, com um índice que supera a China, segunda colocada, em quase oito pontos percentuais.

Só que tamanho otimismo e boa vontade em relação ao empreendedorismo costuma fazer vítimas. Não saber qual é a hora certa e demonstrar pressa de colocar a empresa em operação acaba prejudicando o planejamento das empresas e, por tabela, seu desempenho.

É isso que indica uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), no Estado de São Paulo. O levantamento descobriu que, entre as empresas que fecharam suas portas em menos de cinco anos, 82% foram planejadas por, no máximo, seis meses.

 

E para você, qual é a hora certa de empreender? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria