Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra qual a diferença entre profissional liberal e autônomo

A- A+

Quem tem formação universitária ou técnica e exercita sua atividade com liberdade é denominado profissional liberal. Já o profissional autônomo não necessita ter qualificação profissional. Ele trabalha por conta própria e não tem vínculo empregatício. Esta é a principal diferença entre profissional liberal e autônomo.

Diferença entre profissional liberal e autônomo

O profissional liberal pode ser empregado de alguém ou de alguma empresa ou trabalhar por conta própria. Médicos, advogados e jornalistas entram neste grupo. Já o profissional autônomo é independente e não possui gestor, chefe ou patrão. Prestadores de serviços gerais, como pintores e eletricistas, costumam integrar essa classificação.

Os profissionais liberais como médicos, por exemplo, geralmente têm na carteira de trabalho registrado o vínculo com a empresa contratante. Mas o profissional continua tendo a liberdade de exercer sua função e atender seus pacientes sem a anuência da empresa que contratou seus serviços.

Outra diferença entre profissional liberal e autônomo é que o primeiro contribui com o sindicato de sua categoria e é responsável perante a legislação brasileira por suas falhas. O autônomo não precisa pagar nenhum órgão de classe e a responsabilidade civil é mais questionável juridicamente.

Para os autônomos é mais complicado conseguir clientes que exigem documentação, nota fiscal, certificado de garantia. A maioria não investe nestes quesitos. Caso você opte por trabalhar como autônomo, vale estar em dia com a burocracia para que você possa prestar serviços para grandes empresas.

Você pode abrir uma empresa no seu nome ou utilizar o sistema de Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) como pessoa física. O RPA é um documento que deve ser emitido pela fonte pagadora. É claro que você não pode estar vinculado a nenhuma empresa para receber mediante esse sistema.

diferença entre profissional liberal e autônomo

Profissional autônomo trabalha por conta própria e não tem vínculo empregatício. Foto: iStock, Getty Images

Perdeu o emprego? Seja profissional liberal ou autônomo

Quem está desempregado pode sair dessa situação. Se é o seu caso, vire a página e tente começar a trabalhar como profissional liberal ou um profissional autônomo.

Vá à luta em busca de clientes. Apesar das desvantagens, como não ter mais uma renda fixa mensal, existe a possibilidade de você ganhar muito mais. Pense também que, a partir deste momento, é você quem faz o seu horário de trabalho. Com certeza, esta é uma grande vantagem tanto para profissionais liberais quanto para autônomos.

É claro que haverá lugares que irão te contratar e você terá algumas regras a seguir, mas nada que se compare às restrições impostas pelo vínculo empregatício com carteira de trabalho assinada, por exemplo. Não esqueça de reservar uma parte dos seus rendimentos para cobrir suas férias merecidas.

Você vai se interessar por:

Acesso garantido à tecnologia

Para fazer uso da tecnologia e não ficar sem saldo, é importante estar com a recarga em dia no seu celular. Você sabia que a Vivo possui um serviço de seguro de recarga, que pode fazer a diferença na hora em que você mais precisar? Em parceria com a Zurich Seguros, a empresa oferece o plano Recarga Garantida. O pagamento mensal de R$ 4,99 dá direito a R$ 80 em crédito no celular em caso de desemprego.

> Vivo Recarga Garantida: Assegure R$ 80 de carga no celular pré-pago em caso de desemprego

Gostou de conhecer a diferença entre profissional liberal e autônomo? Comente.

Pokémon Go
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label
como montar uma drograria
viajar para a Turquia
vale a pena pedir demissão
sonho de consumo