Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra para quais países o seguro viagem é obrigatório

A- A+

No momento de planejar uma viagem a empolgação é tão grande, são tantos os detalhes para pensar, que às vezes esquecemos um detalhe importante: o seguro viagem. A taxa do seguro normalmente não é muito cara e varia conforme a região de cobertura e o tempo de viagem. Por um investimento pequeno, você garante a tranquilidade do seu passeio e conta com uma assistência essencial para imprevistos.

Imprevistos podem acontecer até mesmo em viagens ao exterior

Ter assistência ajuda a enfrentar imprevistos em viagens ao exterior. Foto: iStock, Getty Images

Quando se planeja uma viagem, não é comum colocar na ponta do lápis todos os problemas que podem acontecer. Ficar doente, torcer o pé, quebrar um dente, extraviar a mala. São coisas que parecem tão improváveis, mas que podem acontecer quando menos se espera, inclusive durante um passeio. Saiba que países exigem esse seguro e porque é tão importante estar com ele em dia.

Quem exige o seguro viagem?

Cerca de 30 países europeus que aderiram ao tratado de Schengen (acordo firmado para livre cirulação de pessoas, independentemente de sua nacionalidade), obrigam os turistas a terem um seguro viagem com cobertura de, no mínimo, 30 mil euros.

Esse valor é alto, mas o custo para o viajante não é tão assustador assim. Em viagens de curta duração, pode não passar muito de R$ 100. Na hora de adquirir o seguro viagem, observe a cobertura: o valor varia de acordo com o destino, o tempo da viagem e a modalidade do seguro. Existem opções para planos individuais e para a família.

Alguns dos países que fazem parte do tratado de Schengen estão nos principais roteiros de turistas brasileiros pela Europa: Alemanha, Austrália, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal e Suécia.

Dicas importantes

– Quando for comprar o pacote de viagem, verifique se a empresa já incluiu no valor o seguro viagem. Se não, contate a operadora de seu cartão de crédito para saber se não oferecem este benefício. Normalmente os cartões com bandeira internacional dispõem de seguro. Todos os cartões de crédito Platinum e Gold, de bandeiras como MasterCard e Visa, emitidos no Brasil, garantem seguro viagem desde que o pagamento de passagem ou hotéis tenha sido realizado no cartão.

– Ao avaliar os valores do seguro, lembre que internações hospitalares nos Estados Unidos, por exemplo, custam muito caro. Cinco dias de internação podem custar dezenas de milhares de dólares.

– Não esqueça de fornecer todas as informações para a empresa que você pretende contratar, pois os seguros possuem modalidades personalizadas que possibilitam separar por categorias, como gestantes, estudantes, idosos e praticantes de esportes radicais.

-Após a aquisição, mantenha o comprovante do seguro sempre com você, preferencialmente junto ao passaporte.

seguro-viagem

O seguro até pode ser comprado no exterior, mas, caso ocorra qualquer problema de negociação, você não terá a quem recorrer no Brasil. Além disso, comprando aqui você é isento de impostos.

Não é necessário fazer seguro viagem para países que não o exigem. Mas, se você precisar de internação hospitalar, os custos de atendimento serão motivo de sobra para se arrepender. Especialmente no exterior, correr riscos não é o melhor roteiro.

Que tal pensar no seguro viagem para dar mais tranquilidade ao seu passeio? Deixe um comentário.

meu marido morreu tenho direito a pensão
quanto custa um seguro de casa
como economizar na limpeza
Volta ao mundo de trem
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Em roteiro de viagem de volta ao mundo