Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra o que são os juros capitalizados

A- A+

Os juros capitalizados estão presentes em diversas operações bancárias e também em investimentos. Mesmo tão comuns quando o assunto é a matemática financeira, sua definição pode parecer um pouco complicada de se compreender, especialmente para quem não é da área.

Como funcionam os juros capitalizados

Conforme lembra o educador financeiro Marcelo Claudino, sócio-fundador da TopConsulting, eles são tão poderosos, seja para o bem ou para o mal, que Einstein chegou a dizer que estão entre as invenções mais poderosas da humanidade. Pode parecer exagero, mas os juros compostos, como também são conhecidos, podem mudar – e muito – os resultados de uma equação.

“A definição mais simples é a seguinte, são os juros de um determinado período somados ao capital para o cálculo de novos juros nos períodos seguintes”, explica Claudino. Nos juros simples, de outro modo, a taxa só vai incidir sobre o montante inicial, seja no primeiro ou último mês.

Isso significa mais rendimento ao final de cada 30 dias, o que pode ser positivo ou negativo, dependendo da posição que se ocupa. Ou seja, se você deseja investir dinheiro e quer que ele se multiplique mais rápido, a capitalização vai jogar a seu favor. Mas, se o que você deseja é pedir um empréstimo ao banco, é bem provável que cada nova parcela se torne mais difícil de pagar.

Calcule os juros capitalizados

Nos juros capitalizados, são três as variáveis principais que você precisa levar em conta: a taxa aplicada, a quantia total de dinheiro que vai ser aplicada e, por fim, o tempo. Embora a última possa parecer a menos importante, ela é fundamental para que o rendimento seja significativo ou não.

Para ter uma ideia mais clara, fique atento ao exemplo do coach financeiro Silvio Bianchi, diretor do DSOP São José dos Campos. Em um empréstimo de R$ 1 mil concedido em 12 parcelas, com juros simples de 5% ao mês, ao fim de um ano a dívida subiria para R$ 1,6 mil.

Com a capitalização, o primeiro mês renderia R$50 de juros, mas, no seguinte, seriam R$52,50. Até aqui, a diferença ainda é pequena. Com o passar do tempo, é possível sentir a diferença. No sexto mês, já serão R$ 63,81 e, ao chegar ao fim do ano, R$ 85,52. Ou seja, no total, o valor que você deve pagar já vai ser de R$ 1.795,86.

Cartões de crédito com benefícios

Se você gosta de comprar com praticidade e movimentar o seu dinheiro com segurança, é bom conhecer os Cartões de Crédito Vivo. Com os cartões de crédito Vivo Santander e Vivo Itaucard 2.0, você tem diversas vantagens, como alerta SMS, bônus na recarga de celular, pontos no Vivo Valoriza, descontos nos ingressos de cinema e parcelamento em até 12 x sem juros nas Lojas Vivo.
> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas sobre juros capitalizados? Compartilhe!

Empréstimo ou financiamento
melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
não consigo pegar empréstimo
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito