Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Chapada Diamantina, dos Veadeiros e Guimarães: conheça

A- A+

Um dos refrões mais cantados no Brasil nos últimos 75 anos, “o que é que a baiana tem?”, pode ser perfeitamente aplicado à Chapada Diamantina. Essa reserva ecológica incrustada no centro da Bahia a cada dia seduz um número maior de jovens aventureiros, em busca de desbravar seus encantos que, de tão precisos, são protegidos por lei.

A Chapada Diamantina é uma região serrana, abrigada no Parque Nacional da Chapada Diamantina. Junto com ela, a Chapada dos Veadeiros, em Goiás, e a Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, completam o que se poderia chamar de triatlo da aventura, tamanha é a procura dos turistas que gostam de apreciar a natureza e que têm disposição para andar em suas trilhas.

chapada-diamantina

Chapada Diamantina é uma região serrana abrigada no Parque Nacional da Chapada Diamantina. Foto: iStock, by Getty Images

Os passeios para a Chapada Diamantina exigem fôlego para longas caminhadas, mas o visual compensa. As três chapadas têm belíssimos atrativos naturais que encantam os visitantes. São cânions, cachoeiras, trilhas, e uma rica fauna e flora, que atraem também os apaixonados por observação de pássaros.

Regiões são atrativas na baixa temporada

Conforme Fábio Caires, gerente de produtos Centro Oeste da agência de viagens CVC, os preços para estes destinos variam de acordo com a época. Na baixa temporada, é possível encontrar pacotes terrestres com cinco dias para a Chapada dos Veadeiros a partir de R$ 978 por passageiro em apartamento duplo, incluindo hospedagem, traslados ida e volta desde Brasília e dois passeios.

Já para a Chapada dos Guimarães, há opções de pacotes terrestres com quatro dias a partir de R$ 728 em apartamento duplo, incluindo hospedagem e traslados de ida e volta desde Cuiabá.

chapada-dos-guimaraes

Vista da Chapada dos Guimarães. Foto: iStock, by Getty Images

Para reduzir ainda mais o custo, o gerente da CVC revela que, para a Chapada dos Guimarães e Chapada dos Veadeiros, as diárias de hotéis e pousadas costumam ser mais baratas de quinta-feira a domingo.

“Nos finais de semana, com a presença de turistas regionais, os preços geralmente são maiores”, alerta Caires. A antecedência da compra, principalmente para quem vai de avião, também faz uma boa diferença no preço.

Chapada Diamantina e seus atrativos naturais

Assim como a beleza do ser humano impressiona mais quando é natural, a Chapada Diamantina também foi agraciada com com seus atrativos, todos esculpidos pela natureza a pela ação do tempo.

Por conta disso, são muitas as opções de passeios – o que permite aos turistas explorar a região por vários dias. Mas como são, na sua maioria, jovens e aventureiros, os turistas que optam por esses destinos querem mesmo é emoção.

Foto: Shutterstock

Cachoeira da Chapada dos Veadeiros. Foto: Shutterstock

A melhor forma de aproveitar ao máximo o local, tanto na Chapada dos Veadeiros como na Chapada dos Guimarães, é programando a viagem com antecedência. Além de conseguir um preço melhor, é uma forma de agendar os passeios com segurança.

Outro ponto importante, que vale também para a Chapada Diamantina, é disposição para acordar cedo todos os dias. “É muito mais interessante fazer as trilhas pela manhã, quando o sol não está tão forte”, alerta Caires.

Para a Chapada dos Veadeiros, o principal ponto de acesso é o aeroporto de Brasília, que fica a 230 quilômetros de distância. Já a Chapada dos Guimarães tem como principal pondo de acesso o aeroporto de Cuiabá, distante 68 quilômetros. Um roteiro de quatro ou cinco dias é o ideal para se conhecer bem estas regiões.

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

queda do dólar
viagens econômicas pelo Brasil
como economizar na limpeza
preço do dólar turismo
melhores destinos no sul do brasil
Volta ao mundo de trem