Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra como sair do cheque especial em poucos passos

A- A+

Contrair débitos é fácil, mas saber como sair do cheque especial, não. Embora seja um recurso disponível para muitos, que permite uma grande facilidade ao crédito, a modalidade apresenta um dos juros mais altos. Justamente por isso, é uma das principais causas de endividamento.

Mas nada disso impede a recorrência ainda significativa ao cheque especial. Um levantamento realizado em 2014 pelo Guia Bolso apontou que, mensalmente, cerca de 30 milhões de brasileiros utilizam o recurso, o que corresponde a 15% da população.

Se você faz parte dessa estatística, mas não sabe como sair do cheque especial, não entre em pânico. É possível eliminar essa dívida seguindo alguns passos relativamente simples e que só dependem de você.

Como sair do cheque especial.

Planejamento é o primeiro e fundamental passo para sair do cheque especial. Foto: iStock, Getty Images

Como sair do cheque especial: passo a passo

Confira quatro dicas de Evanilda Rocha, consultora do site Dinheiro Inteligente, para se livrar da dívida com o cheque especial.

Planejamento

Não há como sair do cheque especial sem planejamento. Se você tem muita dificuldade, faça ao menos um orçamento – que seria a alternativa para curtíssimo prazo.

É preciso saber o saldo inicial, no que será gasto o dinheiro do mês e se haverá sobra ou falta (e de quanto). Após, será possível tomar providências como economizar, reduzir gastos e fazer novas escolhas visando sobras.

“Saiba efetivamente o quanto você ganha e quanto (e no que) gasta. Sem anotar tudo isso, as informações são aproximadas, e não reais”, aponta a consultora. “Quando todos os dados são colocados no papel ou na planilha, é possível visualizar o cenário e tomar as melhores decisões”, destaca.

Alternativas

O melhor mesmo é não usar o cheque especial. Mas se já estiver endividado, é mais saudável trocar uma dívida cara (a sua, no caso) por uma mais em conta, como um empréstimo bancário (negocie) ou empréstimo consignado, cujas taxas são melhores e também há a possibilidade de negociar.

Tome decisões

Se você seguir os passos acima, saberá exatamente em que está gastando o dinheiro, que taxas de juros está pagando, quanto está sendo consumido com juros e IOF, que despesas será possível eliminar e que novas escolhas poderão ser feitas.

Então, você já terá elementos suficientes para analisar e decidir a melhor forma de quitar o cheque especial.

Não erre duas vezes

Errar é humano, mas se equivocar uma só vez já é o suficiente. Se você já entrou no cheque especial uma vez, não há motivo para entrar pela segunda ou terceira vez. Você conseguirá ter um melhor controle se continuar seguindo o planejamento. Essa é uma dica que você pode levar consigo para toda a sua vida financeira.

Você vai se interessar por:

Dívida de cheque especial: saiba como resolver e evitar

Entenda como funciona o cheque especial

Saiba o que é cheque especial e quando ele pode ser útil

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Aprendeu como sair do cheque especial? Compartilhe essas dicas!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças