Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Descubra como comprar ações de forma programada

A- A+

Se você quer investir mas não sabe como comprar ações ou não tem disciplina suficiente, o mercado já oferece algumas opções interessantes. Uma delas é a compra programada, ferramenta interessante para iniciantes.

Como comprar ações de forma programada

Você já deve ter ouvido falar em compra programada – a nova febre em termos de consumo. Hoje se pode comprar nos mesmos moldes que uma assinatura de revista: vinhos, carnes nobres, esmaltes de unha… e até ações.

Para fazer uma comparação com o exemplo dos vinhos, o assinante paga uma mensalidade para um clube de compras e recebe em casa a quantidade de garrafas escolhidas – selecionadas pelo clube de acordo com suas preferências.

Hoje em dia, já se tem como comprar ações de forma semelhante. A compra programada funciona basicamente por meio da autorização da ordem de compra na corretora, que faz a operação em qualquer dia do mês escolhido. O pagamento ocorre via débito em conta corrente.

É parecido também com um plano de previdência. Nesse caso, o investidor autoriza um débito em conta mensal, em um valor previamente estipulado, e a corretora destina uma parte do valor para títulos de renda fixa e outra parte para títulos de renda variável.

Saber como comprar ações na bolsa de valores ajuda a evitar equívocos.

Comprar ações de forma programa é ideia para investidores iniciantes. Foto: iStock Getty Images.

Para quem é indicada

Para poupadores – ou seja – pessoas que pensem somente em acumular recursos durante um longo prazo. A maioria das corretoras têm incentivado a compra programada de ações como investimento direcionado à aposentadoria. Isso porque deve ser uma aplicação de longo prazo e funciona também como uma poupança forçada.

Vantagens da compra programada

A principal vantagem é, de longe, a praticidade para o acúmulo de recursos ao longo dos anos. Mas há outros benefícios em aplicar o dinheiro a longo prazo. Um dos principais deles, citados por corretores, é que os riscos apresentados pela volatilidade (altos e baixos) do mercado são minimizados.

Como o investidor não precisa gerenciar compra e venda via home broker, ele acaba passando longe do descontrole emocional de ficar verificando insistentemente se as ações estão na alta ou na baixa. Isso evita que faça escolhas erradas ou precipitadas.

Geralmente, o controle via home broker – mesmo sendo uma ferramenta útil – acaba incitando reações emocionais, sobretudo para investidores iniciantes ou pouco disciplinados.

Atualmente, a maioria das corretoras oferece recurso de compra programada de ações. É possível escolher um ativo ou um conjunto de ativos, normalmente de grandes e sólidas empresas, uma data para a compra e um valor para o investimento. Assim, o banco faz a operação automaticamente, sem preocupações ou tentações. Considerando a bolsa como um investimento de longo prazo, é um caminho interessante para manter a disciplina e controlar a ansiedade ao ver uma ação em queda.

Para quem já comprou ações e conhece as taxas de corretagem (a cada operação de compra ou venda) e custódia (cobrança mensal pelo armazenamento de títulos ou ações), uma boa notícia: com a compra programada, há uma boa redução nesses custos.

Embora essa moda seja moda no Brasil, já existe há tempos no mercado de ações. O Bradesco, por exemplo, já oferece esse recurso desde a década de 1980.

Seja na compra programada ou via home broker, é importante estudar bem o assunto antes de investir em ações. Lembre-se, caso esteja iniciando, de alocar uma fatia pequena de suas reservas na bolsa e aplicar a maior parte em renda fixa, que não acarreta surpresas desagradáveis no fim do mês.

Na renda fixa, a compra programada de títulos do Tesouro Direto alia a conveniência, a disciplina e uma estabilidade maior e mais previsível de retornos.

Tanto as ações quanto os títulos do Tesouro podem ser programados pelo home broker das principais corretoras. Por fim, não esqueça que cada ordem de compra de ações tem uma taxa, que varia de acordo com a instituição intermediadora da operação. Assim, é importante calcular todos os custos antes de decidir por esse tipo de investimento.

Você vai se interessar por:

Organize suas finanças

Se você quer usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você recebe mensagens e participa de jogos que lhe ajudam a controlar seus gastos, poupar e investir. E você ainda participa de sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

E você, entendeu como comprar ações de forma programada? Deixe seu comentário!

quando vale a pena comprar título de capitalização
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil
investir em imóveis