Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Deixou o presente para a última hora? Saiba como proteger o bolso

A- A+

Dia das Crianças chegando e você ainda não comprou os presentes? Se faz parte da parcela da população que adora deixar tudo para última hora, tenha cuidado, pois essa atitude pode fazer com que os preços fiquem ainda mais caros. De quebra, esse hábito ainda pode levar a não encontrar o brinquedo que deseja.

Deixar para última hora não é bom hábito

Comprar presentes para crianças pode parecer uma tarefa simples e fácil, mas exige cuidados e adoção de critérios na escolha do produto, principalmente se deixado para última hora.

Levar em conta o preço ou o pedido das crianças é a maior preocupação de muitos para o dia, mas não se pode esquecer que brinquedos ou eletrônicos que os pequenos ganham nessa data não são livres de riscos.

Eles podem ser perigosos, apresentar defeitos ou virem sem informações de uso ou cuidados específicos, como ocorre com produtos falsificados ou adquiridos no mercado informal.

Encontrar brinquedo de última hora.

Ao buscar opções em lojas infantis, prefira produtos que tenham selo de qualidade. Foto: Shutterstock

4 cuidados nas compras de última hora

Confira quatro dicas do Procon e do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) para não cair em armadilhas que a compra de presentes na última hora pode apresentar.

Considere a idade da criança

Leve em conta quantos anos possui a criança que será presenteada. Para aquelas entre 18 meses e 3 anos de idade, por exemplo, é recomendado escolher brinquedos musicais, carros, bonecas ou bolas.

Não se esqueça de verificar a faixa etária para a qual o produto é destinado. Esse cuidado não só evita a compra de um brinquedo incompatível com as características da criança, como também previne acidentes.

Atente aos riscos

Ter atenção com produtos que possam ser tóxicos, inseguros ou até mesmo perigosos continua sendo a melhor forma de proteger os pequenos de danos indesejáveis.

Observe o certificado emitido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) ou ainda pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), o que indica a realização de testes que asseguram garantias mínimas de segurança.

Peças pequenas, soltas, cortantes ou pontiagudas podem causar problemas, serem ingeridas ou até inaladas. Já produtos pintados podem ser tóxicos ou soltarem tinta se entrarem em contato com água, por exemplo.

Conheça seus direitos

Se você optou por realizar a compra do presente do Dia das Crianças pele internet, telefone ou catálogos, não é possível ver o produto antes de efetuar a compra.

Nesses casos, o Código de Defesa do Consumidor garante o direito de arrependimento, ou seja, o consumidor pode desistir da compra sete dias após a assinatura do contrato ou do recebimento da mercadoria.

Pegue o comprovante

Exija sempre a nota fiscal e o recibo de compra. Eles são os seus comprovantes de pagamento e também são fundamentais na hora de realizar trocas, por exemplo. Esses documentos nem sempre são fornecidos no comércio informal.

Você vai se interessar por:

Conheça 5 brinquedos lançados com sucesso em 2014

Brinquedos infantis: há modelos indicados para cada faixa etária

Aprenda como comprar brinquedos pela internet com segurança

Compare preços dos presentes

Além desses cuidados, uma pesquisa de preços de última hora também é uma dica importante. A diferença de valores entre dois brinquedos pode passar dos 100%, conforme apontou uma pesquisa comparativa de produtos para o Dia das Crianças, realizada pelo Procon de São Paulo.

De acordo com o levantamento, a maior diferença de preços encontrada foi de 124,81%, em que uma mesma boneca valia R$ 89,90 em determinada loja e R$ 39,99 em outra, uma diferença de R$ 49,91.

Ao todo, foram pesquisados os preços de 88 brinquedos em nove lojas distribuídas por cinco regiões da cidade de São Paulo. Após comparação dos 28 produtos comuns entre as pesquisas realizadas em 2014 e 2015, constatou-se que houve, em média, um acréscimo de 2,02% no preço dos brinquedos.

 

Você tem uma boa dica para quem compra na última hora? Comente!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças