Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Declaração retificadora pode salvar você da malha fina

A- A+

A chegada de setembro não deveria ser de preocupação quanto ao Imposto de Renda. Afinal, você acertou as contas com o Leão no primeiro trimestre. Mas nunca é tarde para corrigir alguma pendência que tenha ficado na entrega da primeira versão. A declaração retificadora pode ser a sua salvação para não cair na malha fina.

A abertura do quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2015 acontece no próximo dia 15. Caso o seu nome não esteja presente, isso não significa que enfrentará problemas. Você pode ser contemplado em lotes posteriores, até o fim do ano, especialmente se entregou a declaração perto do fim do prazo.

Por outro lado, se você sabe que faltou documentação ou está ciente de algum outro erro cometido, a declaração retificadora é a melhor saída. Ela pode ser entregue em até cinco anos, mas o ideal é fazê-la o mais rápido possível para diminuir seus riscos de cair na malha fina.

Caso a Receita Federal o autue ou o chame para explicações, você perde o direito de corrigir a sua declaração.

A declaração retificadora pode ser a sua salvação para não cair na malha fina.

A declaração retificadora deve ser realizada pela internet, no Portal e-CAC. Foto: iStock, Getty Images

3 passos para a declaração retificadora

Confira a seguir um passo a passo para retificar a sua declaração em caso de algum problema com a versão original.

1. Acesse a declaração

Acesse o Portal e-CAC e use o seu código de acesso ou seu certificado digital. Caso não os possua, a Receita preparou um manual para gerá-lo. Feito isso, clique na aba Declarações e escolha a opção Extrato da DIRPF.

No ano de exercício a ser retificado, selecione a opção Retificação, representada por um bloco e um lápis, na coluna de serviços. Leia as informações e clique em “OK”.

2. Corrija a declaração

Ao acessar a sua declaração, você pode retificá-la de três formas: excluindo, alterando e incluindo dados. Cada uma dessas ações está representada por seus ícones correspondentes, no canto superior direito da sua tela. Enquanto a declaração retificadora não for enviada, as modificações serão mantidas, mesmo após sair do e-CAC.

Após realizar a inclusão, alteração ou exclusão desejada, confirme a operação. Ao concluir as modificações, clique em Finalizar Declaração.

3. Transmita a declaração

Ao finalizar a retificação da sua declaração, irá aparecer um resumo dos seus dados. Caso esteja tudo certo para transmiti-la, clique em Confirmar envio da declaração. Após a transmissão, imprima o Recibo de Entrega da declaração retificadora.

A declaração retificadora pode ser enviada pela Internet, através do programa de transmissão Receitanet, ou apresentada nas unidades da Receita.

Não faça declaração retificadora por dispositivo móvel

Se você fez a sua declaração original por meio de tablet ou celular e cometeu algum erro, não é possível retificá-la também usando dispositivos móveis.

Nesse caso, é preciso fazer download em um computador do programa para o envio da declaração e do Receitanet para fazer a retificação por esse meio. O processo é bem semelhante ao passo a passo anterior.

Você vai se interessar por:

Saiba fazer a declaração de IR de anos anteriores

Imposto de Renda: veja dicas para não errar na declaração

Confira o calendário de restituição do IRPF 2015

O que leva à malha fina

Agora que você sabe como fazer a sua declaração retificadora, é fundamental prestar atenção nos principais motivos que podem levá-lo a cair na malha fina para ter um cuidado redobrado na hora de revisar suas informações. Confira a lista elaborada pelo diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos:

  • Informar despesas médicas diferente dos recibos, principalmente em função da Declaração de Serviços Médicos
  • Informar incorretamente dados do informe de rendimento, principalmente valores e CNPJ
  • Deixar de informar rendimentos recebidos durante o ano
  • Deixar de informar os rendimentos dos dependentes
  • Informar dependentes sem haver relação de dependência
  • Empresa alterar o informe de rendimento e não comunicar o funcionário
  • Deixar de informar os rendimentos de aluguel recebidos durante o ano
  • Informar os rendimentos diferentes dos declarados pelos administradores/imobiliárias.

 

Entendeu a importância da declaração retificadora? Compartilhe!

Consulta à restituição do Imposto de Renda 2016
Emitindo o comprovante de inscrição do CPF na Receita Federal
Pesquisando o que é Receitanet
Novo celular chinês
Mulher checa seu Imposto de Renda Retido na Fonte
Comparativo de celulares ajuda a escolher