Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Custo de vida em Fortaleza coloca a cidade entre as 15 mais caras

A- A+

Conhecida dos turistas pelas belas praias, a capital cearense é moradia para mais de 800 mil pessoas, segundo o IBGE. Para esse grupo, lidar com o custo de vida em Fortaleza é um desafio. É que o município está entre os 15 mais caros do país, segundo o site colaborativo Expatistan.

O que pesa no custo de vida em Fortaleza

Assim como em todas as principais cidades do país, o custo de vida em Fortaleza é calculado com base nas despesas básicas para a sobrevivência dos cidadãos.

Segundo o economista Allisson Martins, presidente do Conselho Regional de Economia do Ceará, habitação, alimentação, saúde, higiene pessoal e transportes são os principais componentes desse cálculo.

Dessas despesas principais, algumas têm mais peso do que as outras no valor final. Alimentação e habitação, juntas, são responsáveis por cerca de 50% do custo de vida em Fortaleza, conforme Allisson.

Já transportes, saúde e cuidados pessoais correspondem a uma fatia de 30%, segundo a também economista e professora da Universidade Federal do Ceará, Inez Castro.

Lidar com o custo de vida em Fortaleza é um desafio.

Na capital do Ceará, bicicleta ajuda a economizar no transporte. Foto: Thiago Gaspar, Prefeitura de Fortaleza

Para calcular a média do custo de vida em Fortaleza, é preciso considerar o sobe e desce dos preços em todos esses campos. A cesta básica, por exemplo, é um item fundamental nessa conta. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese), o valor da cesta na capital do Ceará é de R$ 305,20.

Para os transportes, é importante levar em conta o valor do combustível e também dos bilhetes da rede de transporte público de Fortaleza. Conforme os dados do site colaborativo Custo de Vida, as passagens de ônibus e metrô custam entre R$ 2,40 e R$ 2,55. Já a gasolina custa R$ 3,65 por litro e o etanol, R$ 2,70, conforme levantamento da ANP.

Outro componente do cálculo de custo de vida em Fortaleza é a moradia. Os aluguéis variam entre R$ 750 e R$ 1,8 mil, dependendo diretamente do tamanho do imóvel e da sua localização. Imóveis maiores, em regiões nobres, têm custo de aluguel mais alto do que outros com o mesmo tamanho, mas com localização mais barata.

O lazer também faz parte da conta. A mensalidade de internet, com velocidade de 6 MB, custa R$ 61,28 em Fortaleza. Para entrar em uma boate, o preço inicial médio é de R$ 32. Já na educação, as mensalidades partem de R$ 436, na pré-escola, até R$ 828, na faculdade.

Como administrar o custo de vida em Fortaleza

Se comparado aos dados de São Paulo, a cidade mais cara do Brasil, o custo de vida em Fortaleza é razoável. Mas algumas variações nos preços podem fazer as famílias terem de recalcular seus orçamentos. Allisson Martins diz que o aumento de 50% nas taxas de energia elétrica e na habitação tem pressionado esses remanejamentos financeiros nos lares cearenses.

Segundo o economista, o planejamento financeiro é ainda mais necessário nesse momento. “É preciso assumir o controle das finanças, mediante o uso do orçamento doméstico e, por consequência, diminuir o impacto do custo de vida na vida das pessoas. Pergunte-se sempre se aquele produto ou serviço realmente é necessário”, indica o especialista.

Você vai se interessar por:

Sua passagem para Fortaleza

Pensando em curtir Fortaleza? Antes de comprar a sua passagem aérea, é importante comparar os preços e as condições de pagamento. O Vivo Compras é o canal perfeito para você. No portal, além de passagens aéreas, pacotes e hotéis, é possível encontrar eletrodomésticos, eletrônicos, produtos de informática, móveis, sempre com descontos diferenciados.

> Vivo Compras: Encontre os melhores preços para passagem aérea

E você? Como lida com o custo de vida em Fortaleza? Comente!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico