Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Custo de vida em Aracaju está entre os mais baixos do Brasil

A- A+

Pretende visitar ou mudar-se para o Sergipe? Então, é possível que você gaste menos do está acostumado. Quando comparado com as demais capitais brasileiras, o custo de vida em Aracaju é um dos menores do Brasil.

Uma das maneiras de atestar esse informação é comparando os custos em setores vitais ao desenvolvimento e a qualidade de vida. E, nesse sentido, a capital sergipana apresenta preços mais baixos que as demais.

No ranking estabelecido pelo site Custo de Vida, uma iniciativa que compara cidades brasileiras, Aracaju ocupa apenas a 103ª posição entre aquelas de maior custo do país. Entre as capitais, ela é a penúltima – mais cara apenas que João Pessoa (PB).

Custo de vida em Aracaju é um dos mais baixos

Capital sergipana tem atualmente o segundo menor custo de vida entre as capitais. Foto: André Moreira

O que impacta no custo de vida em Aracaju

Entre as 18 capitais avaliadas na Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em outubro deste ano, por exemplo, Aracaju ainda é a que possui o conjunto de produtos essenciais mais baratos, R$ 282,87.

No entanto, conforme lembra o economista Magaiver Correia, desde o início do ano, Aracaju foi a capital que mais apresentou aumento na sua cesta básica: 15,13%. “Muito embora a quantidade de horas de trabalho necessárias para a aquisição da cesta seja a menor entre as capitais (78 horas e 58 minutos)”, destaca ele. O tempo médio nacional é de e 92 horas e 36 minutos.

Segundo o levantamento do Dieese, os itens da cesta que mais elevaram o valor total na capital sergipana foram o arroz (8,07%), o tomate (5,56%), o açúcar (4,42%), o óleo de soja (3,93%) e o feijão (2,47%).

Alimentação é a sexta mais cara do Nordeste

Se a cesta básica não parece impactar tanto o custo de vida em Aracaju, o mesmo não pode se dizer do preço médio gasto com refeições fora da residência.

A capital do Sergipe é a sexta mais cara no Nordeste, com valor médio de R$ 28,96, quase R$ 5,00 acima de João Pessoa (R$ 24,05), cidade mais barata no ranking, e mais de R$ 2,00 acima da média da região, que é de R$ 26,98.

Segundo pesquisa da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), o prato feito em Aracaju custa em média R$ 22,95 e a refeição à la carte R$ 52,50.

Gasolina abaixo da média da região

Outro dado que ajuda a medir o custo de vida em uma localidade é preço do combustível. Em Aracaju, o valor médio do litro da gasolina está em R$ 3,530 de acordo com o levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os números colocam a capital sergipana abaixo da média da região (R$ 3,606) e na quarta colocação das capitais nordestinas.

Você vai se interessar por:

Custo de vida em Aracaju: mais dados

É claro que não são somente esses indicadores que medem o custo de vida em uma cidade. Para ter uma ideia mais ampla de quanto se pode gastar morando em Aracaju, separamos alguns valores de produtos e serviços locais. Os dados foram retirados do site colaborativo Expatistan, que estima preços em quase duas mil cidades do mundo.

Assinatura de pacote de Internet de 8MB mensal R$ 103,00
Contas básicas em um apartamento de 85 m² com dois moradores R$ 221,00
Par de jeans de uma boa marca R$ 212,00
Corrida de táxi em 8 Km R$ 33,00
Duas entradas para o cinema R$ 35,00

 

E você? Como enfrenta o custo de vida em Aracaju? Deixe seu comentário!

por que as coisas são tão caras no Brasil
índices de inflação no Brasil
aplicativos para economizar no supermercado
melhor lugar para trabalhar
valor da cesta básica em Palmas
valor da cesta básica em Fortaleza